▸ Agenda Cultural ▸ Artigos ▸ Carnaval ▸ Celebridades ▸ Cotidiano ▸ Cultura ▸ Destaques ▸ Economia ▸ Educação ▸ Entretenimento ▸ Esporte ▸ Eventos Sociais ▸ Festival Folclórico de Parintins ▸ Internacional ▸ Justiça ▸ Lazer ▸ Meio Ambiente ▸ Nutrição ▸ Odontologia ▸ Polícia ▸ Política ▸ Religião ▸ Saúde ▸ Tecnologia ▸ TRANSPORTES ▸ Turismo

Flagrantes da Política
Compartilhar Imprimir

01/08/2019 | 12:30 | Por: Portal Flagrante

CPI DOS COMBUSTÍVEIS ACABOU EM PIZZA

 O relatório da CPI dos Combustíveis, antecipado na manhã desta quinta-feira, dia 1º de agosto e 2019, pela relatora da investigação, deputada Alessandra Campelo (MDB), que consumiu dinheiro público com o objetivo de investigar a existência de um possível cartel no Amazonas, onde o preço dos combustíveis são os mais elevados do país, não chegou a conclusão nenhuma praticamente.

 
ALESSANDRA: ‘NÃO DETECTAMOS CARTEL’
 
A deputada, numa entrevista à TV Amazonas, disse à jornalista Rutiene Bindá, da TV Amazonas, que a CPI não ‘detectou cartel’. O relatório final deverá ser apresentado hoje. Amanhã acaba o prazo.
 
CPI FRAQUÍSSIMA
 
Presidida pela deputada de primeiro mandato Joana Darc, a CPI, estranhamente tinha em seu quadro o deputado estadual Abdala Fraxe, um dos maiores empresários do ramo dos combustíveis. 
 
ALVARO CAMPELO
 
O deputado Álvaro Campelo ainda tentou uma esticada na CPI por mais 30 dias, mas sofreu pressão da própria comissão contrária. Resultado de tudo isso é que a população continuará sofrendo os reajustes abusivos por parte dos empresários.
 
ALINHAMENTO DOS PREÇOS
 
A CPI teve início justamente porque foi detectado o alinhmamento de preços entre os diversos postos de gasolina espalhads pela capital e interior. A Comissão viajaou a municípios, chegou notas fiscais, realizou blitzes onde foram constatados diversas irregulaidades.
 
PREFEITO QUESTIONA COMPETÊNCIA DA AMAZONAS ENERGIA
 
“Caso não seja tomada providências por parte da Amazonas Energia, será necessário intervir. A população não pode pagar o pato. Se não tem competência para resolver o problema, que entregue”, Disparou o prefeito de Manaus contra a empresa que distribui energia no Amazonas, após crise que já dura quase 15 dias e afeta municípios da região metropolitana de Manaus.
 
Leia Também

© Copyright 2016 Portal Flagrante. Todos os direitos reservados.