▸ Agenda Cultural ▸ Artigos ▸ Carnaval ▸ Celebridades ▸ Cotidiano ▸ Cultura ▸ Destaques ▸ Economia ▸ Educação ▸ Entretenimento ▸ Esporte ▸ Eventos Sociais ▸ Festival Folclórico de Parintins ▸ Internacional ▸ Justiça ▸ Lazer ▸ Meio Ambiente ▸ Nutrição ▸ Polícia ▸ Política ▸ Religião ▸ Saúde ▸ Tecnologia ▸ TRANSPORTES ▸ Turismo

Flagrantes da Política
Compartilhar Imprimir

23/10/2018 | 21:05 | Por: Portal Flagrante

DETENTOS MORTOS - O caso das indenizações

 O governador Amazonino Mendes explicou hoje porque recorreu das duas decisões judiciais para reverter o pagamento de R$ 50 mil para as famílias dos detentos mortos na chacina em um presídio em Manaus. 

 
DECRETO DE JOSÉ MELO
 
Amazonino considerou a indenização um insulto à sociedade amazonense. O decreto que autorizou o pagamento das indenizações foi assinado pelo ex-governador José Melo, que acabou sendo cassado e preso.
 
ARTICULADOR
 
Numa entrevista a radialistas, o governador candidato à reeleição citou o nome do defensor Carlos Almeida, vice do candidato Wilson Lima (PSC), foi um dos articuladores das indenizações.
 
DEFESA
 
Esta semana a Defensoria Pública do Estado divulgou nota onde exime de qualquer responsabilidade o defensor Carlos Almeida. A nota explica que a decisão sobre as indenizações foi do governador da época. 
 
REPERCUTIU MAL
 
Indiferente a responsabilidade do ato, pegou mal a divulgação das indenizações aos familiares dos mortos no massacre, uma vez que o motivo da carnificina foi a suposta ‘guerra’ entre membros de facções criminosas.
 
Leia Também

© Copyright 2016 Portal Flagrante. Todos os direitos reservados.