▸ Agenda Cultural ▸ Artigos ▸ Carnaval ▸ Celebridades ▸ Cotidiano ▸ Cultura ▸ Destaques ▸ Economia ▸ Educação ▸ Entretenimento ▸ Esporte ▸ Eventos Sociais ▸ Festival Folclórico de Parintins ▸ Internacional ▸ Justiça ▸ Lazer ▸ Meio Ambiente ▸ Nutrição ▸ Odontologia ▸ Polícia ▸ Política ▸ Religião ▸ Saúde ▸ Tecnologia ▸ TRANSPORTES ▸ Turismo

Notícias
Compartilhar Imprimir

Política | ESCÂNDALO EM NOVO AIRÃO | 13/08/2019 | 09:35 | Por: Portal Flagrante

Câmara pode cassar prefeito por licitações milionárias de lixo

 Uma ação que pede a investigação de supostas irregularidades, entre as quais, improbidade e abuso de poder, pode resultar na cassação do prefeito Frederico Júnior, do município de Novo Airão, a 115 quilômetros de Manaus. A votação será nesta segnda-feira, dia 13.

 
A ação foi protocolada pelo empresário Dailson de Queiroz Correa. Segundo o autor do pedido de investigação, aceito por unanimidade pela Câmara Municipal de Novo Airão, também deve investigar licitações suspeitas, entre elas, uma no valor de R$ 4 milhões da merenda escolar e outra de quase R$ 3 milhões da limpeza pública.
 
“O que p prefeito fez é crime porque não há previsão de orçamento para a realização dessas licitações”, explica o denunciante.
 
“O que é de se estanhar é o valor das licitações exorbitantes de uma administração para a outra. A antiga, pagava R$ menos de 50 mil reais por mês para recolher o lixo da cidade com aproximadamente 19 mil habitantes, segundo dados de 2018 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Agora, o prefeito Frederico Júnior, faz uma licitação para pagar R$ 250 mil por mês”, revela Dailson.
 
O empresário disse ainda que moveu uma ação junto ao Ministério Público federal e outra no Estadual, ao grupo GAECO, que investiga fraudes nas prefeituras. Ele ingressou há duas semanas com o pedido de afastamento do prefeito do cargo na Câmara. 
 
No pedido, o empresário Dailson de Queiroz Correa, se baseia no abuso de poder, formação de quadrilha e improbidade administrativa.
 
A presidência da Comissão Parlamentar de Investigação, no sorteio realizado, ficou com o líder do prefeito, vereador Daniel Barros (PRTB) que votou pela aceitação da denúncia. 
 
A reportagem entrou em contato com a assessoria do prefeito que ficou de retornar e até o fechamento dessa edição não havia conseguido.
 
Deixe seu Comentário

Nome:

Email:

Seu email não será publicado
Mensagem:
Leia Também

© Copyright 2016 Portal Flagrante. Todos os direitos reservados.