▸ Agenda Cultural ▸ Artigos ▸ Carnaval ▸ Celebridades ▸ Cotidiano ▸ Cultura ▸ Destaques ▸ Economia ▸ Educação ▸ Entretenimento ▸ Esporte ▸ Eventos Sociais ▸ Festival Folclórico de Parintins ▸ Internacional ▸ Justiça ▸ Lazer ▸ Meio Ambiente ▸ Nutrição ▸ Polícia ▸ Política ▸ Religião ▸ Saúde ▸ Tecnologia ▸ TRANSPORTES ▸ Turismo

Notícias
Compartilhar Imprimir

Destaques | SECRETÁRIO MAL ASSESSORADO | 13/02/2018 | 11:00 | Por: Portal Flagrante

Deputado diz que Bosco não conhece o que é auxilio e ganho real

 O Deputado estadual Cabo Maciel, repudiou, nesta terça-feira, 13, a declaração de Vice Governador e secretário de segurança pública, Bosco Saraiva, o qual ele afirma desconhece as “reais necessidades da categoria Policial Militar”.

Em um áudio postado nas redes sociais, o deputado Cabo Maciel explica ao secretário e vice-governador Bosco Saraiva, que auxílio-fardamento, vale alimentação e o que é estrutura da polícia militar. 

Os policiais estão há 15 anos vivendo no interior, em relação ao auxílio moradia, é um recurso para que ele possa alugar uma casa e viver dignamente com sua família longe da sua cidade de origem, segundo Maciel.
 
Já o auxílio alimentação, segundo o parlamentar, é um recurso para que o policial possa se alimentar na rua, quando estiver de serviço e o auxílio fardamento é para que o para que o policial não andarem ‘mulambos’ envergonhando o estado no atendimento das ocorrências.
 
“Nada disso que o governo de através de decreto é ganho real para o policial militar. O que vai dignificar a carreira do policial militar é a efetivação as promoções. Nós temos ai 2015, os meses de agosto e dezembro, mais as três datas de 2016 e 2017 das datas-base. Isso sim, dará qualidade de vida e aumenta efetivamente o salário do policial militar”, explica o deputado.
 
Segundo ele afirma, só nas últimas três datas-bases, tem 25% que era para ser reajuste, funciona como deflação por conta do não pagamento pelo governo. Abril já vence a quarta.
“Isso sim. O cumprimento das promoções e das datas-bases, é aumento de salário e o policial leva para casa quando se aposenta. O secretário está muito mal assessorado e informado sobre o que é ganho real. 
 
POLICIAIS IRADOS COM SECRETÁRIO E COM O GOVERNADOR
 
Na última segunda-feira, 12, o presidente da Associação dos subtenentes, sargentos e bombeiros militares, Pereirinha, já havia chamado a atenção do vice-governador sobre o vídeo que foi postado onde Bosco pergunta o que estava faltando aos policiais militares, depois que o governo concedeu os auxílios fardamento e alimentação, como se fosse aumento efetivo à tropa. 
 
Pereirinha respondeu ao secretário de segurança com palavras idênticas ao do deputado Cabo Maciel.
No meio policial, o secretário Bosco Saraiva, mesmo diante do silêncio do atual comandante geral da PM, coronel Davi Brandão, a maioria dos militares está irada com o secretário de segurança.
 
Bosco não teria conhecimento suficiente para o cargo e tem cobrado muito dos policiais, diante da onda de violência que tornou a cidade de Manaus numa das mais perigosas do país.
 
Sem efetivo suficiente para o policiamento preventivo e ostensivo nua capital com mais de 2 milhões de habitante, segundo a última estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada ano passado. O Amazonas já passa de 4 milhões de habitantes.
 
A violência se expande aos municípios, onde o efetivo é pífio e põe a população praticamente à mercê da criminalidade.
 
Deixe seu Comentário

Nome:

Email:

Seu email não será publicado
Mensagem:
Leia Também

© Copyright 2016 Portal Flagrante. Todos os direitos reservados.