▸ Agenda Cultural ▸ Artigos ▸ Carnaval ▸ Celebridades ▸ Cotidiano ▸ Cultura ▸ Destaques ▸ Economia ▸ Educação ▸ Entretenimento ▸ Esporte ▸ Eventos Sociais ▸ Festival Folclórico de Parintins ▸ Internacional ▸ Justiça ▸ Lazer ▸ Meio Ambiente ▸ Nutrição ▸ Polícia ▸ Política ▸ Religião ▸ Saúde ▸ Tecnologia ▸ TRANSPORTES ▸ Turismo

Notícias
Compartilhar Imprimir

Educação | PSC AMAZONAS | 20/11/2018 | 20:04 | Por: Portal Flagrante

Missão do BID visita obras de Cetis e revisa Programa de Aceleração do Desenvolvimento da Educação no Amazonas

 
Uma missão do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que financia o Programa de Aceleração do Desenvolvimento da Educação do Amazonas (Padeam), vai visitar as obras dos Centros de Educação de Tempo Integral (Cetis) dos municípios de Lábrea, Nova Olinda do Norte e Benjamin Constant, que estão em fase de conclusão. As obras dos Cetis foram aceleradas pelo Governo do Amazonas este ano para recuperar o atraso na execução do programa nas administrações passadas e reverter a ameaça de perda de recursos pelo BID.
 
A visita será no início de dezembro e foi definida durante reunião, na segunda-feira (19/11), entre executivos do banco e integrantes da Secretaria de Estado de Relações Institucionais (Serins), para análise de resultados alcançados na administração do governador Amazonino Mendes. Quando assumiu em outubro de 2017, o governo atual fez um diagnóstico do Padeam e identificou obras paradas e a aplicação, até então, de só 28% dos recursos do BID, cujo contrato de financiamento foi firmado em 2014.
 
Para manter os investimentos, Amazonino determinou celeridade nas obras. “Com o esforço, conseguimos, em oito meses, recuperar dois anos de atraso do programa”, afirmou a secretária de Relações Institucionais e coordenadora do Padeam, Nafice Bacry Valoz, que apresentou os resultados aos executivos do BID e iniciou negociações para a prorrogação da vigência do contrato de financiamento, de 2019 para 2020.
 
“O BID tem regras próprias e para autorizar a prorrogação por mais um ano, até 2020, ele impõe fazer uma redução no valor total do contrato”, afirmou Nafice ao destacar que o corte é em função da variação cambial do período e não afetará a execução das obras previstas no Padeam. “O contrato foi firmado com dólar a R$ 2,10 e hoje está a R$ 3,7. Então, o ajuste deverá ser definido na próxima quinta-feira (22/11) em uma videoconferência com executivos do banco”, acrescentou.
 
Para formalizar a prorrogação e o corte de recursos, por se tratar de revisão de carteira, será necessário um acordo entre o Estado do Amazonas, o BID e o governo brasileiro. A visita às obras dos Cetis dos municípios de Lábrea, Nova Olinda do Norte e Benjamin Constant faz parte do compromisso do atual Governo com as metas de conclusão. As três unidades estarão aptas para inauguração em fevereiro de 2019, segundo Nafice.
 
Durante a reunião em Brasília, a equipe do BID ressaltou a importância dos avanços das obras, das ações pedagógicas e das aquisições, conforme o compromisso do Governo do Amazonas firmado durante missão de administração realizada pelo BID em maio de 2018, em Manaus, em que ficaram registrados os avanços e os comprometimentos das metas do Padeam.
 
Obras retomadas – Com a celeridade dada às obras pelo governo de Amazonino Mendes, o Estado concluiu e inaugurou, em julho deste ano, o Ceti de Urucará, e acelerou as obras dos Cetis de Lábrea, Nova Olinda do Norte, Careiro Castanho e Benjamim Constant, previstos para serem concluídos em 2019. Estão em obras, ainda, os Cetis de Tefé, Fonte Boa e Tabatinga.
 
FOTOS: CLÓVIS MIRANDA/SECOM
Deixe seu Comentário

Nome:

Email:

Seu email não será publicado
Mensagem:
Leia Também

© Copyright 2016 Portal Flagrante. Todos os direitos reservados.