▸ Agenda Cultural ▸ Artigos ▸ Carnaval ▸ Celebridades ▸ Cotidiano ▸ Cultura ▸ Destaques ▸ Economia ▸ Educação ▸ Entretenimento ▸ Esporte ▸ Eventos Sociais ▸ Festival Folclórico de Parintins ▸ Internacional ▸ Justiça ▸ Lazer ▸ Meio Ambiente ▸ Nutrição ▸ Polícia ▸ Política ▸ Religião ▸ Saúde ▸ Tecnologia ▸ TRANSPORTES ▸ Turismo

Notícias
Compartilhar Imprimir

Saúde | CONSELHO DE ONDONTOLOGIA | 08/08/2018 | 19:25 | Por: Portal Flagrante

Quer cirurgiões-dentistas nos hospitais do Amazonas

 O Conselho Regional de Odontologia do Amazonas (CRO-AM) quer a presença de profissionais da área nas unidades hospitalares do Estado. A proposta é uma das prioridades do recém empossado presidente da instituição, José Hugo Seffair, que assumiu o cargo  em julho, e trabalha com uma comissão interna para regulamentar a obrigatoriedade de cirurgiões-dentistas no atendimento do sistema de saúde. 

  A proposta do CRO-AM já está em tramitação na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), onde está sendo analisado e poderá virar um Projeto de Lei, assim que aprovado pelos parlamentares amazonenses.  Atualmente, já existe uma norma da Anvisa (RDC7, de 2010) que obriga a existência do cirurgião-dentista no ambiente hospitalar.  
Como outras especialidades médicas do corpo clínico, os profissionais da odontologia passarão a integrar a equipe multiprofissional no atendimento dos pacientes, inclusive nas Unidades de Terapias Intensivas (UTIs).
“A proposta visa reforçar e assegurar aos usuários dos serviços públicos e privado o direito do atendimento por cirurgiões dentistas, em conjunto com outros profissionais da saúde, quando se fizer necessário”, explica Seffair enfatizando que a medida irá aprimorar os cuidados prestados aos pacientes fazendo com que o tempo de internação e exposição a infecções sejam reduzidos. 
Assim que aprovada, a lei tornará obrigatória a presença de cirurgiões dentistas na equipe multiprofissional de todos os hospitais para cuidar da saúde bucal dos pacientes internados. A proposta já vem sendo debatida nos últimos anos em outros estados, em congressos e audiências públicas para a sua regulamentação.
Ainda segundo o presidente do CRO-AM, a regulamentação vai atender uma situação emergencial e eliminar situações de risco, principalmente nas UTIs onde pacientes internados por períodos prolongados tem a sua imunidade comprometida por infecções da cavidade oral.
Nova direção - Com mandato de dois anos pela frente, o novo presidente do CRO-AM tem ainda outras frentes de trabalho na sua gestão. Além do Projeto de Lei Odonto-Hospitalar, Hugo Seffair quer ampliar a participação do Conselho no Estado com a criação de representações da instituição em municípios estratégicos do interior. 
Ainda, entre as propostas para o biênio à frente do CRO-AM, está a aproximação dos profissionais junto ao Conselho para uma gestão participativa, transparente e de pertencimento. O aprimoramento científico e o fortalecimento de parcerias estratégicas em prol da classe também são outras propostas da nova gestão.
Deixe seu Comentário

Nome:

Email:

Seu email não será publicado
Mensagem:
Leia Também

© Copyright 2016 Portal Flagrante. Todos os direitos reservados.