Conecte-se Conosco

Olá, o que procuras?

Saúde

Como está a sua saúde bucal?

 

 

 

Dia mundial da saúde bucal alerta que hábitos simples e saudáveis ajudam a manter sua saúde bucal em dia

 

A saúde bucal é multifacetada e inclui a capacidade de falar, sorrir, saborear, mastigar, engolir e transmitir uma série de emoções através de expressões faciais com confiança. Com o objetivo de incentivar as pessoas a fazerem a conexão entre a saúde bucal e o bem-estar, em 20 de março é celebrado o Dia Mundial da Saúde Bucal. Esse ano, a campanha tem como tema “Diga ahh! Pense na boca, pense na saúde”, proposta pela Federação Mundial de Odontologia.
A cirurgiã-dentista do Hapvida Saúde, Carla Collyer , explica que a boca desempenha importantes funções que repercutem na saúde do organismo como um todo. “Além de exercer papel fundamental na fala, mastigação e respiração, a boca é a maior cavidade do corpo a ter contato direto com o meio ambiente, sendo a porta de entrada para bactérias e outros microrganismos prejudiciais à saúde”, alerta a especialista.
Uma higiene bucal adequada diminui o risco de desenvolvimento de problemas bucais e dentários. Por isso, é importante observar que as doenças da boca têm relação direta com a má alimentação, bem como com o fumo e consumo de álcool.
Problemas bucais comuns
A dentista esclarece que as patologias que acometem o trato bucal podem gerar complicações e devem ser tratadas com seriedade. Conheça as principais doenças bucais e como tratá-las:
– Cárie: desintegração do dente provocada pela higiene inadequada, ingestão de doces e carboidratos ou, ainda, por complicações de outras doenças que diminuem a quantidade de saliva na boca. (Ex.: pessoas em tratamento quimioterápico ou radioterápico para o câncer);
– Lesões bucais e aftas: inchaços, manchas ou feridas na boca, língua ou lábios. Podem ser provocadas por herpes labial, candidíase (sapinho) e próteses (dentaduras) mal adaptadas ;
– Mau hálito: higiene bucal inadequada, como falta de escovação adequada e falta do uso do fio dental; ingestão de certos alimentos; uso de tabaco e produtos alcoólicos; boca seca (causada por certos medicamentos, distúrbios ou por menor produção de saliva durante o sono); doenças sistêmicas como câncer, diabetes, problemas com o fígado e rins. Além desses fatores, a língua possui diversas papilas gustativas entre as quais se formam criptas, isto é, saquinhos que retêm resíduos de alimentos, células descamadas que começam a fermentar, formando uma placa bacteriana esbranquiçada que aparece no fundo da língua, também chamada ‘saburra lingual’, principal causa do mau hálito.
– Gengivite: inflamação da gengiva provocada pela placa bacteriana, devido a má higiene bucal;
– Placa bacteriana: é o conjunto de bactérias que colonizam a cavidade bucal. A placa bacteriana fixa-se principalmente nos locais de difícil limpeza, como a região entre a gengiva e os dentes ou a superfície dos dentes de trás, provocando cáries e formação de tártaro;
– Tártaro: é o endurecimento da placa bacteriana na superfície dos dentes.

Prevenção

1. Escolha a escova correta: de preferência às escovas de dentes com cerdas macias de pontas arredondadas,pois elas limpam o dente sem desgastar a superfície;
2. Escove os dentes e use o fio dental após cada refeição: este hábito evita a fermentação dos alimentos da boca, o que causa cárie, mau hálito, entre outros problemas;
3. Escove os dentes antes de dormir: esta é a escovação mais importante do dia, pois durante o sono a produção de saliva diminui, propiciando uma proliferação muito maior de bactérias;
4. Tenha uma alimentação saudável: evite alimentos ricos em açúcares, como doces e refrigerantes, dê preferência ao consumo de frutas e legumes;
5. Troque a escova de dentes a cada 3 meses: ao notar que as cerdas estão desgastadas é hora de fazer a troca para não comprometer a eficácia da escovação;
6. Escove a língua: é essencial escovar a língua sempre que escovar os dentes, para evitar o acúmulo de resíduos de alimentos;
7. Visite o dentista regularmente: faça uma visita ao dentista a cada 6 meses. Somente um profissional irá verificar se existe a necessidade de tratamentos;

Campanha
“Diga ahh!” é uma frase comumente usada por cirurgiões-dentistas durante o check-up e convida o paciente a abrir a boca para o exame, trazendo a noção da boca como espelho para o corpo. A campanha objetiva educar a população para que entenda que a saúde bucal é crucial na manutenção da saúde integral e na qualidade de vida. Reafirma também em seu comunicado que as entidades de odontologia ligadas à FDI, como a Associação Brasileira de Cirurgiões-Dentistas (ABCD), devem reforçar a ligação de certas doenças bucais com doenças como diabetes, cardiopatias, doenças respiratórias e alguns tipos de câncer, conscientizar sobre os fatores de risco e promover bons hábitos de higiene o

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Advertisement

Você pode gostar!

Manacapuru

O corpo de uma mulher que não teve a identidade revelada, foi encontrado com marcas de tortura na tarde deste domingo (17), no bairro...

Polícia

Uma mulher suspeita de cometer assaltos na cidade de Manaus, foi pega pela população na zona Sul da cidade, quando se tentava praticar mais...

Notícias

Manaus/AM- Brena Rayssa Pinheiro de Macedo, 28, foi vítima de um homem que ainda não foi identificado, na noite deste domingo (17), no bairro...

ESPECIAL PUBLICITÁRIO

Por: Secretaria Municipal de Comunicação conteúdo de responsabilidade do anunciante Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que em todo o...