Conecte-se Conosco

Olá, o que procuras?

Cotidiano

Prefeitura realiza nova reunião de planejamento da operação Cheia 2020

 

 

Para adotar métodos de prevenção contra o novo coronavírus durante a operação Cheia 2020, a Prefeitura de Manaus realizou, nesta quinta-feira, 19/3, reunião de planejamento de ações entre secretarias envolvidas, organizada pela Secretaria Executiva de Proteção e Defesa Civil (Sepdec).

 

“A determinação do prefeito Arthur Virgílio Neto é sempre trabalhar a parte preventiva. Então, a Defesa Civil já se reúne desde janeiro com as secretarias que participam da operação Cheia 2020. Agora, temos a situação do coronavírus, e a Prefeitura de Manaus já decretou situação de emergência e precisamos tomar outras providências”, informou o secretário-executivo da Defesa Civil, Claudio Belém.

 

Durante a reunião, foram discutidas as três fases do planejamento da operação e como cada uma será executada diante do cenário de pandemia.

 

“Nós tínhamos três fases: a primeira fase, que é a de monitoramento, reunião com as secretarias até o aguardo do primeiro alerta do CPRM, que acontece no dia 31 de março. Agora, dependendo da cota de emergência do rio Negro, se vai ficar abaixo ou acima de 29 metros, esse planejamento será modificado para resguardar os funcionários que teriam que fazer um levantamento em campo das áreas vulneráveis da cidade de Manaus”, observou.

 

A Sepdec, em parceria com as secretarias municipais de Saúde (Semsa), da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), de Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal (Semacc), Visa Manaus, Guarda Municipal, Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Polícia Militar do Amazonas (PMAM), está adotando novas medidas para que servidores do município, Estado e população possam estar seguros e prevenidos.

 

“O plano é, se a cota do dia 31 de março estiver abaixo da cota de emergência, nós vamos solicitar do prefeito a suspensão dos levantamentos preventivos das áreas vulneráveis, devido a situação do coronavírus. Se passar da cota, vamos solicitar a suspensão do levantamento preventivo, porém, seguindo para a terceira fase, de decretação de situação de emergência, ação humanitária e levantamento dos dados das pessoas que serão beneficiadas, justamente para manter a segurança de todos e continuar com a operação Cheia 2020”, explicou Belém.

— — —

 

Texto – Noelle Cabral / Defesa Civil

Fotos – Márcio James / Semcom

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Advertisement

Você pode gostar!

Manacapuru

O corpo de uma mulher que não teve a identidade revelada, foi encontrado com marcas de tortura na tarde deste domingo (17), no bairro...

Notícias

Manaus/AM – Um detento do regime semiaberto, suspeito de assalto, foi linchado na noite desta segunda-feira (11), na rua São Nicolau do bairro Colônia...

Notícias

Um vídeo que circula pelas redes sociais, mostra o momento em um suposto assaltante é espancado dentro de uma canoa e logo após é...

Celebridades

Isabela Brito Guerra foi acusada de se aproveitar da amizade que tinha com o casal para aplicar golpe.