Manaus:

FOGO EM ÔNIBUS E CAUSAR CAOS – Governo intercepta plano para tocar o ‘terror’ em Manaus e deve prender os envolvidos a qualquer momento

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Ligações interceptadas pelo departamento de inteligência da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), descobre um plano sádico, para implantar o ‘terror’ nas ruas de Manaus e afetar a administração do governador Wilson Lima.

Em dois áudios interceptados, um dos  interlocutores planeja uma ‘carreata’ pelas ruas da cidade, pacífica, enquanto o outro, em tom de revolta, diz que tem que tocar fogo em ônibus e ‘tocar o terror’ na cidade, falando inclusive que o ‘certo’ seria concentrar o protesto nas proximidades da sede do governo, na avenida Brasil, no bairro da Compensa, zona Oeste da capital.

GOVERNO CONFIRMA

A Polícia Civil do Amazonas, através da Divisão de Repressão ao Crime Organizado, recebeu nesta sexta-feira, 17, uma denúncia de que um grupo de pessoas moradoras de Manaus, articula para os próximos dias, uma manifestação com possível motivação política, cujo planejamento inclui atear fogo em veículos de passeio e ônibus do transporte coletivo da capital, causando o caos na cidade.

Segundo a delegada-geral de Polícia, Emília Ferraz, um procedimento investigatório está em curso e alguns suspeitos já foram identificados. Eles poderão responder por incitação ao crime, organização criminosa e até dano qualificado, dependendo da circunstância.

De acordo com a delegada, a denúncia aponta que o grupo planeja uma carreata saindo de um bairro ainda não identificado, e seguindo até a Avenida Brasil, na Compensa, zona Oeste de Manaus,  onde está situada a sede do Governo do Amazonas. Là, os envolvidos depredariam carros de passeio, ônibus e até o prédio público, causando dano ao erário.

Emília Ferraz destaca que, além de colocar vidas em risco com atos de depredação e possíveis incêndios, o grupo ainda provocaria aglomeração, facilitando a disseminação de vírus que causam síndromes respiratórios agudas e do novo coronavírus, já que o Estado e o mundo enfrentam uma pandemia de COVID-19 atualmente.

A delegada afirmou que o Serviço de Inteligência do Estado atua junto à Polícia Civil, na identificação das pessoas que planejam promover o ‘ quebra-quebra’ pela cidade. Assim que concluída essa etapa da investigação, as medidas judiciais serão adotadas.

Ouça os audios

 

Robson Carvalho

Robson Carvalho

Assine a nossa newsletter

Clique no botão editar para alterar este texto.