Wilson Lima acompanha preparação de ala indígena no Hospital de Combate à Covid-19, na Nilton Lins

 

O governador Wilson Lima esteve no Hospital de Combate à Covid-19 (Nilton Lins), nesta sexta-feira (22/05), para receber novos respiradores enviados pelo Governo Federal, que vão possibilitar a abertura de uma ala exclusiva para pacientes indígenas. O apoio é resultado da articulação com a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), ligada ao Ministério da Saúde, que optou por usar uma estrutura já equipada pelo Governo do Estado para o atendimento aos povos tradicionais em Manaus.

Com a chegada dos respiradores, o Hospital de Combate passa a disponibilizar 33 leitos clínicos e 15 de alta complexidade (10 de UTI e cinco semi-intensivos) para indígenas, aumentando para 143 o número total de leitos oferecidos na unidade.

“Esse é um momento de união entre o Governo Federal, governo estadual e municípios para que a gente possa atender sobretudo nossos irmãos do interior, que nesse momento estão sendo acometidos de Covid-19. Há uma preocupação muito grande com relação aos indígenas, e esse é um espaço que vem atender à necessidade desses povos”, disse o governador.

De acordo com Wilson Lima, técnicos ainda farão a calibragem dos equipamentos para que os leitos possam ser montados e abertos. Na próxima semana, o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, virá a Manaus para alinhar as estratégias de funcionamento da ala indígena do hospital.

“Nos próximos dias o general Pazuello estará aqui, juntamente com sua equipe, para acertar os detalhes para a inauguração dessa unidade. Nós vamos disponibilizar uma ala para a montagem desses leitos. Começamos a montar agora no fim de semana, nosso pessoal já vai trabalhar aqui na questão da sinalização, da calibração desses respiradores e em outras providências que são necessárias para começar a funcionar”, informou o governador.

Parceria – Segundo a secretária de Estado de Saúde, Simone Papaiz, a abertura da nova ala no Hospital de Combate à Covid-19 é consequência do planejamento dos governos federal e estadual para qualificar a assistência aos povos indígenas do Amazonas durante a pandemia.

Inicialmente, o Ministério da Saúde anunciou que montaria um hospital de campanha em Manaus com essa finalidade. Após a visita do então ministro Nelson Teich ao Hospital de Combate na Nilton Lins, no dia 4 de maio, a equipe do Governo Federal começou a estudar a viabilidade de uma cooperação com o Estado para uso da unidade, que possui estrutura completa.

“O Governo Federal optou por utilizar uma estrutura já existente do Governo do Estado para oferecer o atendimento de média e alta complexidade aos indígenas. Por conta disso, estamos otimizando recursos, unindo forças e providenciando o que já era esperado em termos de estrutura aqui para essa unidade. Essa integralidade entre as esferas de governo tem que ser fortalecida, e é isso que está acontecendo”, comentou Simone.

FOTOS: Maurílio Rodrigues/Secom

Você pode

Wilson Lima entrega ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre, documento em defesa da ZFM

Wilson Lima entrega ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre, documento em defesa da ZFM

Batalhão de Policiamento Ambiental apreende caminhão com madeira ilegal em Manaus

Batalhão de Policiamento Ambiental apreende caminhão com madeira ilegal em Manaus

Detran-AM flagra 56 motoristas alcoolizados em oito horas de operação; nove são presos

Detran-AM flagra 56 motoristas alcoolizados em oito horas de operação; nove são presos

Secretária de Saúde reafirma compromisso com a transparência e vai recorrer de multa aplicada pelo TCE

Secretária de Saúde reafirma compromisso com a transparência e vai recorrer de multa aplicada pelo TCE

Sobe para 804 o total de casos de Covid-19 no Amazonas

Sobe para 804 o total de casos de Covid-19 no Amazonas

Erick Beltrão é o novo pajé do Boi Caprichoso

Erick Beltrão é o novo pajé do Boi Caprichoso