Alunos da rede municipal participam da Campanha Nacional de Combate ao Trabalho Infantil 2020

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

 

 

 

Alunos da educação infantil até a Educação de Jovens e Adultos (EJA), da Secretaria Municipal de Educação (Semed), participam da Campanha Nacional de Combate ao Trabalho Infantil 2020, com tema “Covid-19: agora mais do que nunca, protejam crianças e adolescentes do trabalho infantil”. A ação iniciou na última segunda-feira (8) e vai até o final de junho, promovida pelo Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (FNPETI) e está alinhada iniciativa global proposta pela Organização Internacional do Trabalho (OIT).

 

A campanha faz parte das comemorações do Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, celebrado nesta sexta-feira, 12/6. Este ano devido a pandemia da Covid-19, as ações serão realizadas via on-line com vídeos educativos e informativos para trabalhar com os alunos a distância. As atividades envolverão contação de histórias informativas pelas professoras dos Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis), produção de vídeos pelos alunos, produção de desenhos envolvendo alunos, professores e pais, entre outras ações.

 

O material dos estudantes da rede será divulgado nas redes sociais das escolas e dos professores, bem como nas redes sociais dos pais e dos próprios alunos. Além disso, os estudantes do 1º ao 5º participam na categoria desenho e do 6º ao 9º ano, de poesia do Concurso Cultural do Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil.

 

Nesta quarta-feira, 10/6, os cinco trabalhos selecionados serão publicados na página do Instagram do Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção ao Trabalho do Adolescente no Amazonas –, para início da votação que premiará os três mais curtidos em cada categoria.

 

A assessora técnica da Gerência de Atividades Complementares e Programas Especiais (Gacpe) da Semed, Eliana Hayden, ressaltou que este ano será diferente. “Por conta do isolamento social, o trabalho foi todo reestruturado para ser realizado de forma on-line. Temos algumas dificuldades para realizar, porque temos que ter muito cuidado como vamos fazer junto às famílias, porque são os familiares que estão tomando conta dos meninos e das meninas que estão ajudando nas tarefas. A gente sempre chama atenção para falar com diretores e professoras para ser enfatizado junto dos alunos das suas atividades escolares, que podem ajudar em casa, mas sem deixar de fazer as atividades das escolas”, concluiu.

 

Atividade

A escola municipal Thomas Meireles, bairro Petrópolis, zona Sul, envolve os 712 alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental com atividades temáticas como apresentação de vídeos, desenho e pintura, análise de charges sobre o tema aguçando o senso crítico, produção textual, apresentação musical, entre outras atividades que serão postadas no Facebook da escola e dos próprios alunos.

 

Para o gestor da escola, Eliano Sergio Nogueira Junior, o trabalho dos professores sobre a temática é importante para o conhecimento e desenvolvimento do senso crítico dos alunos desde cedo sobre esse problema que faz parte da sociedade. “O trabalho infantil retira direitos fundamentais, para que nossas crianças e adolescentes tenham o pleno desenvolvimento psicológico e físico. O brincar, o lúdico, fazem parte do desenvolvimento da criança e do adolescente e, privá-los dessa fase, causa traumas que são difíceis de serem revertidos na vida adulta”, comentou.

— — —

Texto – Paulo Rogério/Semed

Fotos – Divulgação/ Escola municipal Thomas Meireles

Natália Garcia

Natália Garcia

Assine a nossa newsletter

Clique no botão editar para alterar este texto.