SEIS SUSPEITOS de integrar organização criminosa são presos durante Operação Beiradinho

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Seis homens suspeitos de integrar uma organização criminosa ligada ao tráfico de drogas, tentativa de homicídio e expropriação de residências na comunidade Beiradinho, no bairro da Chapada, zona centro-sul de Manaus, foram presos nesta terça-feira (21/07), durante operação da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). Os mandados de prisão temporária e de busca e apreensão foram cumpridos na comunidade e um mandado de prisão foi cumprido na Unidade Prisional do Puraquequara, no bairro de mesmo nome, na zona leste da capital.

O secretário de Segurança Pública, coronel Louismar Bonates, a delegada-geral da Polícia Civil, Emília Ferraz, e o comandante-geral da PM, coronel Ayrton Norte, coordenaram o trabalho das equipes em campo. Mais de 80 policiais civis e militares estiveram mobilizados na operação, que cercou toda a comunidade, que vai do bairro da Chapada ao Dom Pedro. Houve emprego de policiais na região de mata e uso de drone para o monitoramento da área.

“O objetivo dessa operação foi extirpar dessa comunidade o tráfico de drogas e impedir ação de milicianos que estavam se implantando na área”, destacou o secretário de Segurança Pública, coronel Bonates.

A ação policial integrada entre a Polícia Civil e a Polícia Militar é fruto de investigação do 19° Distrito Integrado de Polícia (DIP) e do Grupo Especial de Resgate e Assalto (Fera), com o apoio operacional da Seccional Oeste e da Polícia Militar, por meio de Companhias Interativas Comunitárias e Força Tática. “Nós, da Polícia Civil, vamos estar constantemente nas ruas, tirando de circulação pessoas que venham ameaçar o cidadão amazonense”, reforçou a delegada-geral, Emília Ferraz.

Durante a operação, foram cumpridos, ao todo, 13 mandados judiciais de prisão e busca e apreensão. As investigações ocorreram entre os meses de maio e junho, a partir do registro de Boletins de Ocorrência (BO) e de, pelo menos, oito denúncias contra o grupo criminoso feitas ao 181, o disque-denúncia da SSP-AM.

De acordo com o delegado Guilherme Torres, titular do 19° DIP, além de atuar no tráfico de drogas, essa organização criminosa ameaçava e expulsava moradores da região para a ocupação irregular dos imóveis. Um dos casos ocorreu no mês de maio, quando o proprietário do imóvel escapou de ser esfaqueado. “Em um mês de investigação, conseguimos fazer o levantamento dos indivíduos que estavam amedrontando a população, e juntamos os elementos cabíveis para serem expedidos os mandados de busca e apreensão e de prisão dos mesmos”, relatou Torres.

As diligências de hoje iniciaram com o apoio do grupo Fera. “A nossa participação foi no apoio operacional porque nós sabemos que existem diversas rotas de fuga naquelas imediações, e tivemos apoio por imagem de drone para garantir que nenhum deles fugisse”, afirmou o delegado Juan Valério, coordenador do grupo Fera.

Os suspeitos faziam ameaças aos moradores usando armas de fogo, armas brancas e tacos de basebol. Durante as diligências hoje, as equipes policiais localizaram cadernos com anotações sobre o comércio de drogas na região.

Fotos: Carlos Soares/SSP-AM e Erlon Rodrigues/PC-AM

Mais informações: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM): Tabajara Moreno (3652-2022, 99210-8956 e 99191-8322) e Jhemisson Marinho (98274-1234). E-mail: [email protected]

Luciana

Luciana

Assine a nossa newsletter

Clique no botão editar para alterar este texto.