Conecte-se Conosco

Olá, o que procuras?

Política

DEPUTADO Átila Lins sugere prorrogação do auxílio emergencial a Paulo Guedes

Por meio de indicação, o deputado federal Átila Lins (Progressistas) sugeriu ao ministro da Economia, Paulo Guedes, a prorrogação do auxílio emergencial de R$ 600 até dezembro deste ano devido às consequências da pandemia da COVID19 no País. Aprovado pela Câmara e pelo Senado, o auxílio é uma renda temporária básica por três meses para pessoas que ficaram sem rendimentos em razão da pandemia, tais como vendedores ambulantes, feirantes e outros trabalhadores informais.

O governo sancionou a proposta, que se tornou a Lei 13.982/20. Pelos requisitos o “candidato” tem que ser maior de 18 anos de idade, não ter emprego formal, não receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de outro programa de transferência de renda federal que não seja o Bolsa Família, renda familiar mensal por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135,00) e não ter recebido rendimentos tributáveis no ano de 2018 acima de R$ 28.559,70.

Átila destaca que, com a prorrogação por mais dois meses (julho e agosto) o custo do auxílio emergencial passou para R$ 254 bilhões. Somado a outros benefícios já liberados, como o saque adicional do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e o auxílio-desemprego, a injeção de recursos na economia chegara a R$ 311,4 bilhões em apenas cinco meses, pelas contas da economista Silvia Matos, do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre-FGV).

Esse dado fez o instituto reduzir de 6,4% para 5,5% a queda prevista no Produto Interno Bruto (PIB) deste ano. Neste ano foi aprovada a Lei 13.982/2020, que altera a Lei nº 8.742, de 7 de dezembro de 1993, para dispor sobre parâmetros adicionais de caracterização da situação de vulnerabilidade social para fins de elegibilidade ao benefício de prestação continuada (BPC), e estabelece medidas excepcionais de proteção social a serem adotadas durante o período de enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus responsável pelo surto de 2019. Com isso, o Governo Federal pôde dar uma resposta tempestiva às famílias atingidas ou em estado de vulnerabilidade por causa da pandemia.
Decreto resolve

Conforme Átila Lins, o Governo Federal pode prorrogar o auxílio emergencial por um simples decreto, sem a necessidade de autorização legislativa. “O governo Federal tem a pretensão de criar o Renda Brasil, mas sua aprovação, caso ocorra, será intempestiva, pois o auxílio emergencial será mantido só até o final de agosto”. O que será das mais de 80 milhões de pessoas que estão dependendo dessa ação do governo a partir de setembro? Como essas famílias irão se manter?, indaga Átila.

Ele argumenta, ainda, que a criação do Renda Brasil está sujeito a cobrança de uma nova CPMF, que seria o novo imposto sobre movimentações eletrônicas. “Portanto, a garantia da manutenção do auxílio emergencial às famílias que se encontram em estado de vulnerabilidade, com o agravante da situação de pandemia ocasionada pela Covid19, é um alento e um porto seguro a essas famílias, tornando sua prorrogação não apenas necessária, mas de fundamental importância para a manutenção de um desenvolvimento socioeconômico saudável no país, pelo menos até o final do ano corrente”.

Deputado federal Átila Lins – Progressistas

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Advertisement

Você pode gostar!

Manacapuru

O corpo de uma mulher que não teve a identidade revelada, foi encontrado com marcas de tortura na tarde deste domingo (17), no bairro...

Celebridades

Isabela Brito Guerra foi acusada de se aproveitar da amizade que tinha com o casal para aplicar golpe.

Polícia

Uma mulher suspeita de cometer assaltos na cidade de Manaus, foi pega pela população na zona Sul da cidade, quando se tentava praticar mais...

Notícias

Manaus/AM – Um homem identificado como Jean Vieira, 29 anos, morreu na tarde desta terça-feira (12), durante um assalto na rua 22, do bairro...