Manaus:

SUSAM inaugura farmácia de manipulação no Hospital Infantil Dr. Fajardo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) inaugurou, nesta sexta-feira (07/08), a farmácia de manipulação do Hospital Infantil Dr. Fajardo. A estrutura recebeu reforma, novo mobiliário, equipamentos como balança de precisão, vidraçarias e insumos farmacêuticos para a manipulação de medicamentos, que serão destinados ao atendimento das crianças internadas na unidade.

Com a inauguração, a unidade ganhará na economicidade dos recursos públicos, uma vez que será mais fácil evitar o desperdício de medicamentos ao produzir doses individualizadas. 

O secretário interino de Saúde, Marcellus Campêlo, falou sobre a inauguração. “Essa farmácia vai auxiliar no fracionamento dos medicamentos e esse fracionamento faz com que nós otimizemos o medicamento e já saia da farmácia de manipulação na dosagem correta que será utilizada pelas crianças, assim a gente consegue evitar o desperdício e utilizar mais medicamentos com menos recursos”, ressaltou. 

O diretor do Hospital Dr. Fajardo, Aly Ballut, estima a produção de, pelo menos, 15 tipos de xaropes essenciais para os pacientes da unidade. “A produção vai ser em torno de 14 a 15 tipos de xaropes, inclusive o midazolam que é usado nas anestesias das crianças. A estimativa da economia inicial é de 30% e com doses exatas para cada criança que tem que tomar”, disse o diretor.

Qualidade e segurança – A farmacêutica do hospital, Jaquelane Silva, listou uma série de benefícios aos pacientes com a criação da farmácia, entre eles a adaptação de fórmulas, transformando, por exemplo, comprimidos em xaropes e soluções orais mais fáceis de serem administrados. 

“O principal benefício é a qualidade e a segurança que a gente pode levar para as nossas crianças porque as formulações comerciais vêm numa dose muito alta e às vezes, vêm em uma apresentação que não é adequada, tipo comprimido, que é ruim para a criança usar dependendo da idade”, concluiu a especialista. 

Segundo a direção, a unidade fez cerca de 10 mil atendimentos este ano e, em média, o hospital realiza 17 cirurgias pediátricas diárias, além de atendimento ambulatorial. Os medicamentos manipulados, a partir da receita médica individualizada, vão auxiliar o tratamento das crianças internadas na unidade.

Visitas a unidades – A gestão superior da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam) deu continuidade às visitas a unidades de saúde da capital. O secretário interino da pasta, Marcellus Campêlo, visitou o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) do bairro Alvorada e o Centro Psiquiátrico Eduardo Ribeiro acompanhado de outros gestores da secretaria.

De acordo com Campêlo, o objetivo da visita é conhecer a estrutura, identificar as necessidades e aproximar a relação dos gestores da Susam com os diretores das unidades de saúde. 

“Os gestores da Susam não podem ficar longe da assistência independente da área onde atuam. Todos precisam conhecer a potencialidade das unidades de saúde, como também as dificuldades. O objetivo final é dar mais qualidade e rapidez no atendimento e consequentemente, oferecermos uma saúde melhor para a população”, completou.

FOTOS: Rodrigo Santos/Susam

Rosana Carvalho

Rosana Carvalho

Assine a nossa newsletter

Clique no botão editar para alterar este texto.