Ângelus Figueira é confirmado candidato a prefeito de Manacapuru

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

No “Encontro dos Amigos”, na Liberdade, Figueira falou sobre do projeto de reconstrução que pretende implementar. Saúde, Segurança Pública e criação de empregos no agronegócio são as prioridades

O Partido Social Cristão (PSC) confirmou, na noite desta quarta-feira (16), o nome do engenheiro Ângelus Figueira (PSC) como candidato a prefeito nas eleições deste ano na cidade conhecida como “Princesinha do Solimões”. O anúncio ocorreu na convenção partidária da legenda, realizada na rua João de Deus, em frente à escola José Mota, no bairro da Liberdade. Ao final do evento foi aberto ao público, com os protocolos sanitários de segurança e a utilização de máscaras e a disponibilidade de álcool em gel para higienização das mãos.
O encontro começou às 9h e terminou por volta das 20h, quando discursaram o candidato a prefeito e apoiadores, como a deputada Alessandra Campelo (MDB), além do dirigente estadual do PSC, Miltinho Castro, que no ato representou o governador Wilson Lima.
Alessandra Campelo falou do carinho que tem pela população de Manacapuru e do comprometimento dela em apresentar emendas parlamentares para executar projetos que sejam para o bem comum dos moradores. Destacou também as qualidades de Ângelus Figueira como gestor e homem público comprometido com o desenvolvimento e a qualidade de vida das pessoas.
Martinho Castro falou do apoio incondicional do governador Wilson Lima à cidade de Manacapuru e enfatizou os investimentos que o governo do estado tem feito e está fazendo para trazer dignidade à população. Destacou que o PSC acertou na escolha de Ângelus Figueira. Ele tem capacidade técnica, liderança e a experiência necessária para atravessar a crise econômica e social provocada pelos Covid-19, que já afetou o Brasil e mundo, mas que infelizmente vai continuar afetando a população.
“Ângelus é pessoa de confiança do governador e tem todos os pré-requisitos para fazer uma gestão eficiente e, em benefício do povo. Ele está preparado para liderar os destinos do povo de Manacapuru. É Figueira sim. É 20”, afirmou o presidente do PSC.
Um dos discursos mais emocionantes da noite foi o da esposa de Ângelus Figueira, a médica Nélia Mendonça. Nascida e criada em Manacapuru, a ex-atleta falou dos avanços que presenciou no dia a dia do município durantes as gestões do marido, que já governou a cidade por três vezes. Nélia fez uma espécie de retrospectiva situando na história, o momento em que cada uma das obras e projetos foram executados por Figueira e os impactos que eles tiveram na vida das famílias e, em especial da juventude e das mulheres.
Lembrou da construção do parque do Ingá que fez crescer e consolidar o festival de ciranda como um dos mais importantes eventos culturais do estado do Amazonas; do projeto de incentivo ao esporte, que deu a juventude da época, opções concretas de se desenvolver e tornar-se adultos mais preparados para vida e o hospital da mulher, unidade de referência que trouxe dignidade às mães de Manacapuru, num dos momentos mais sublimes para mulher, que é a gravidez.
No seu pronunciamento, Nélia ainda falou sobre os projetos de geração de emprego e renda implementados por Figueira em suas gestões na prefeitura e pediu à população que permita as gerações de hoje ter as mesmas oportunidades que aquelas que nasceram e cresceram durante o período em que Ângelus governou Manacapuru.
Encerrando a convenção, Figueira solidarizou com familiares de 143 manacapuruenses que perderam a vida no Covid-19 e lamentou a falta de competência do atual gestor que recebeu 21 milhões fazer a prevenção da doença. Também elogiou os médicos, enfermeiros e as equipes de saúde que atuam diariamente no combate a pandemia.
Ele falou sobre a construção de um novo hospital na cidade com cerca de 150 leitos com UTI. “Conversei com o governador Wilson Lima e falei da importância da construção de um novo hospital regional para atender os manacapuruenses e os irmãos entorno do município. Ele aprovou o nosso pleito e estará anunciando a obra em breve”, disse.
Na segurança pública, Figueira disse que vai implantar um gabinete de gestão integrada para diminuir a violência urbana e nas Vilas de Manacapuru. Anunciou um projeto para desafogar o Centro da cidade com a construção de um novo “anel viário”. Garantiu que vai rever (se tiver inadequado) a construção de quebra-molas que está ceifando muitas vidas na cidade e trazer o Instituo Municipal de Trânsito (Imtrans) para cumprir o seu papel principal de orientação no trânsito.
No setor de emprego e renda, afirmou que vai criar a Agência de fomento para financiar empreendedores na cidade e na zona rural do município. Vamos investir muito forte no setor do agronegócio porque temos uma potencialidade para sermos bem-sucedidos. Temos um mercado de mais de 2 milhões de pessoas na capital do Estado e nós vamos explorar esse potencial.

Rosana Carvalho

Rosana Carvalho

Assine a nossa newsletter

Clique no botão editar para alterar este texto.