Manaus:

Prefeitura entrega cem cestas básicas para famílias em vulnerabilidade atendidas por organização social

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A Prefeitura de Manaus realizou nesta sexta-feira, 2/10, a entrega de cem cestas básicas a pessoas em situação de vulnerabilidade ou risco social atendidas pela Associação Casa Vida Alberto Piva, no bairro Colônia Terra Nova, zona Norte. A iniciativa acontece em continuidade às ações do programa “Abraço Solidário na Pandemia”, coordenado pelo Fundo Manaus Solidária e executado em parceria com o governo francês.

Segundo a presidente do Fundo Manaus Solidária, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, o objetivo tem sido, desde o início da pandemia, o de identificar os grupos mais afetados pela crise econômica e social, para que a assistência necessária possa ser destinada a essa população.

“Temos mantido nossos esforços, como determina o prefeito Arthur Virgílio Neto, para amenizar a situação de vulnerabilidade que, infelizmente, atingiu muitos lares durante a pandemia. Nosso foco, enquanto prefeitura, está em alcançar a maior quantidade de famílias possível e garantir a alimentação básica para essas pessoas. Ficamos muito contentes em poder auxiliar a quem mais necessita, durante esse período tão difícil”, ressaltou.

Parceria

Essa parceria tem sido importante para muito instituições que também auxiliam pessoas em vulnerabilidade, como a Casa Vida Alberto Piva. A coordenadora do espaço, Luciane Guedes, explicou como atuam na organização e também destacou a importância da parceria com o poder público na assistência à população vulnerável.

“Atualmente, mantemos o atendimento a quase 200 famílias. Temos atividades voltadas ao público infantil, com trabalhos pedagógico, educacional e psicológico, além da oferta de oficinas de artesanato a 50 mulheres que frequentam a nossa instituição. Essa ajuda é fundamental para essas famílias, porque a maior parte do nosso público é autônomo, pessoas que foram muito afetadas pela pandemia”, comentou Luciene.

A dona de casa Marly Pinto, uma das pessoas beneficiadas com a entrega, também é voluntária na instituição e auxilia na realização das atividades. Moradora do bairro há 15 anos, a dona de casa agradeceu o apoio do Fundo Manaus Solidária e afirmou que a cesta básica veio em boa hora.

“Meu marido trabalha como pedreiro e durante essa pandemia tivemos um pouco de dificuldade, por conta da falta de oportunidade de trabalho. Temos três filhos e essa ajuda é mais que bem-vinda, porque, com certeza, vai nos ajudar bastante. Fico muito grata, de verdade”, disse Marly.

Além das cestas básicas, também foram entregues cem máscaras de tecido, que serão distribuídas aos assistidos pela entidade. De acordo com a assistente social do Fundo Manaus Solidária, Swelen Souza, o objetivo principal do programa é reduzir o nível de vulnerabilidade social presente em áreas periféricas da cidade.

“Estamos dando continuidade a nosso programa, em parceria com o governo francês, com a intenção de diminuir a desigualdade social, um problema acentuado pela pandemia da Covid-19. Atendemos comunidades ribeirinhas, pessoas de grupos de risco ou em vulnerabilidade, além daqueles atendidos por organizações sociais parceiras do município”, observou.

Abraço Solidário

A campanha “Abraço Solidário na Pandemia” é realizada pela Prefeitura de Manaus, em parceria com o governo da França, que destinou um total de 500 mil euros, aproximadamente, R$ 3 milhões, para serem investidos em saúde e assistência social, para minimizar os efeitos da pandemia do novo coronavírus na capital do Amazonas. Para a aquisição das cestas básicas foi destinado um montante de R$ 1.428.571, que resultou na compra de 15.585 cestas.

O “Abraço Solidário na Pandemia” está beneficiando pessoas que residem em bairros com o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) abaixo da média nacional, além de populações indígenas em áreas urbanas da capital e moradores de comunidades rurais e ribeirinhas.

Na área da Saúde, o convênio com o governo da França permitirá a ampliação do atendimento às populações vulneráveis e aos povos indígenas, brasileiros e estrangeiros, com aquisição de equipamentos e insumos, que totalizam investimento de R$ 1.427.370.

Texto – Daniel Brito / Fundo Manaus Solidária

Fotos – Karla Vieira / Fundo Manaus Solidária

Rosana Carvalho

Rosana Carvalho

Assine a nossa newsletter

Clique no botão editar para alterar este texto.