Campeonato Amazonense de ATLETISMO ocorre nesta sexta e sábado na Vila Olímpica

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A Federação Desportiva de Atletismo do Estado do Amazonas (FEDAEAM) realiza nesta sexta e sábado (16 e 17/10) mais uma edição do Campeonato Amazonense Caixa de Atletismo, categorias Sub16, Sub 20 e Adulto. A competição, que conta com o apoio do Governo do Estado por meio da Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar) será realizada na Pista de Atletismo da Vila Olímpica de Manaus, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste.

Na sexta-feira, as disputas devem começar a partir das 16h30. Já no sábado, a competição inicia às 8h30 e segue até as 11h30. À tarde também haverá competição e deve começar às 14h45.

O campeonato teve as inscrições pela internet, uma nova fórmula praticada pela Federação para evitar aglomeração e combater a Covid-19 e, ainda assim, mais de 150 atletas devem participar das disputas.

O objetivo principal da competição é para que os atletas alcancem bons resultados para o rankeamento a nível nacional. Um dos destaques é o atleta Pedro Nunes, da categoria adulto, no lançamento de Dardo. Segundo a Presidente da Federação, Marleide Borges, além do atleta, espera-se que surjam outros nomes durante a competição.

“Pedro é um atleta que se destaca há quase uma década, representa bem o Estado e o país. Na prova de velocidade temos o Jefferson Lopes, que está em busca de um bom resultado para representar o Amazonas. Os dois já estão garantidos e irão disputar o Norte Nordeste que acontece em 31 de outubro e 1º de novembro em Pernambuco. Porém, temos a expectativa de surgimento de novos talentos na categoria Sub16, que é a base para o crescimento da modalidade”, destacou.

Marleide falou ainda do protocolo de segurança que deve ser praticado por todos. “O uso de máscara é essencial por todos os atletas e comissão técnica. O uso de álcool em gel para higienização dos materiais de competição, bem como higienização das mãos, também serão realizados. Para o ato de competição, o atleta retira a máscara, mas assim que finaliza a prova, coloca novamente. Fazendo assim, primamos pela saúde de todos” concluiu.

Alessandro Fernandes

Alessandro Fernandes

Assine a nossa newsletter

Clique no botão editar para alterar este texto.