Conecte-se Conosco

Olá, o que procuras?

ELEIÇÕES 2020

EDITORIAL – Mais uma eleição suja e péssimo exemplo para as novas gerações

As eleições no Amazonas e em boa parte do restante do país foi igual a tantas, nos últimos 40 anos. Suja, repugnante, com ataques pessoais e pouca ou rara utilização da propaganda eleitoral para os candidatos mostrarem projetos que possam melhorar a qualidade de vida da população.


Um péssimo exemplo para esta e as próximas gerações. Meninos e meninas de 14 e 15 anos que amanhã terão que votar, uma vez que o voto no Brasil é obrigatório.


Em pleno século 21, com a nova e veloz informação sendo utilizada de forma nojenta, hipócrita, devastadora e cheia de fake News.


A mentira, como a promessa de benefícios em dinheiro, foi utilizada pela maioria dos partidos, sem que os candidatos explicassem de onde o benefício a ser repassado aos ‘eleitores’ carentes, sairia.


Alguns utilizaram números aleatórios de parte da população que receberia o tal benefício em dinheiro ‘vivo’. Nenhum demonstrou a origem dos números anunciados de pessoas ‘carentes’. Nenhuma instituição ou estudo foi mostrado para comprovar essa população que precisa do benefício.


A pandemia que ceifou milhares de vítimas em Manaus foi utilizada de forma no mínimo desrespeitosa pelos partidos políticos. Candidatos prometendo construir hospital em 100 dias. De onde sairia toda essa ‘grana’ para esses projetos meramente eleitoreiros?.


UMA VERGONHA TOTAL!
Isso, sem falar das velhas e ultrapassadas estratégias proibidas por lei, em jogar ‘santinhos’ nas ruas, próximos aos locais de votação. Coube ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), agir com rigor e muitos candidatos já começaram a receber notificações para se explicarem na Justiça Eleitoral.
Denúncias antigas, muito comum nas eleições desde os anos 80, se repetiram como a compra de votos. As forças policiais judiciárias agiram e flagraram alguns candidatos na capital e no interior.


E OS PARTIDOS?
Outra situação ridícula e que precisa ser investigada foi a posição de alguns partidos na formação das coligações.
A maioria tomou decisão unilateral, sem ouvir os candidatos, mesmo estando numa democracia. Não foram respeitadas ideologias, posicionamentos e os candidatos foram tratados como marionetes.
Promessas e acordos não cumpridos, isolamento de comunicação, desrespeito a cidadãos com ideais que foram à uma ‘guerra’ sem armas, sem munição e sem comando. Triste.
Neste domingo, dia 29, que o eleitor faça a melhor escolha, que cumpra o seu papel e aprenda a cobras as promessas do próximo prefeito.
Ao eleito, discernimento e boa fé para cuidar da cidade como cuidasse da própria casa. Com respeito, carinho e amor. Boa eleição a todos!


Robson Carvalho

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement

Facebook

Advertisement
Advertisement

Você pode gostar!

Celebridades

Whindersson Nunes anunciou hoje no Twitter a doação de 50 cilindros de 20L de oxigênio para Manaus, onde pacientes estão morrendo por falta do insumo....

Notícias

Após lutar contra o novo coronavírus em leito improvisado em casa, o autônomo Sangio Jorge da Costa Botelho de 37 anos, que estava em...

Destaque

O ator e produtor Kid Mahal resolver fazer uma homenagem ao amigo Zezinho Corrêa, que está internado em uma unidade hospitalar se tratando de...

Notícias

Por falta de leitos em hospitais homem agoniza a falta de ar e problemas respiratórios, causados pela covid-19 em casa O autônomo, Sangio Jorge...