Conecte-se Conosco

Olá, o que procuras?

Cultura

ARTISTAS AMAZONENSES decoram orla de Manaus, em iniciativa contemplada no Prêmio Feliciano Lana

Projeto vai transformar a Manaus Moderna e o Terminal Hidroviário de São Raimundo com murais criativos

Quem desembarcar na orla da Manaus Moderna, no Centro, a partir de agora vai se deparar com um mural de nove metros de altura por 90 metros de comprimento com obras que retratam os símbolos do Amazonas, além da fauna e flora. Trata-se do projeto “Orla Decorada de Manaus”, contemplado no edital Prêmio Feliciano Lana, realizado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, como parte das ações emergenciais da Lei nº 14.017/2020, conhecida como Lei Aldir Blanc.

Segundo um dos idealizadores da proposta, Luiz Antonio Ferreira, dez artistas e dez auxiliares, de Manaus e de Parintins, estão trabalhando desde o dia 29 de dezembro em pinturas que evidenciam o Teatro Amazonas; a ponte metálica Benjamin Constant, da avenida Sete de Setembro; o galo-da-serra; o guaraná; a vitória-régia; e grafismos indígenas. Ele destaca que, até o momento, foram utilizados mais de 300 litros de tinta.

“A inspiração para o projeto, que vai compor 700 metros com pinturas, veio da lembrança de fazer murais em orla, um lugar por onde sempre passo de barco ou lancha. Como é um porto de muito movimento, proporciona uma visibilidade do nosso trabalho para quem chega e sai da capital por via fluvial, então achei muito interessante, porque ali nunca houve um trabalho de arte a céu aberto”, conta o artista plástico.

“Com a orla toda decorada, além de mostrar a nossa cultura, quero que os turistas e as pessoas da cidade divulguem nossos trabalhos para o mundo”, complementa o proponente.

Luiz Antonio adianta que o próximo passo vai ser colorir o Terminal Hidroviário de São Raimundo.

“O nosso pensamento é chegar em todos os locais da orla da cidade que for possível, todos aqueles que estiverem ociosos e onde seja viável a pintura”, afirma o coordenador do projeto. “Ganhar o edital representou uma autoestima muito importante depois de um ano tão resumido em problema, mas a arte é gratificante, a arte é a razão do meu viver”.

Trajetória – Luiz Antonio Ferreira começou nas artes plásticas aos 14 anos. Ele tem obras espalhadas no Brasil e no exterior, com concentração de trabalhos principalmente em Manaus, Parintins e Rio de Janeiro, com pintura de murais e esculturas em alto-relevo.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Manaus:

Facebook

criação de sites JOta Conecta

Você pode gostar!

Notícias

MANAUS – O corpo de Bombeiros atende nesse momento uma ocorrência de uma explosão ocorrida agora pouco que demoliu parte de um apartamento no...

Notícias

O governador Wilson Lima, pretende anunciar a manutenção das medidas do último decreto e autorizando o funcionamento das academias, mas tendo os cuidados necessários...

Notícias

Um dos momentos mais emocionantes da fase atual da pandemia em Parintins envolve uma história de amor de muitas décadas. Seu Francisco das Chagas,...

Notícias

Mãe acusa a equipe de não saber fazer aplicação de anestesia e que viu médico recorrer ao Youtube antes de fazer o procedimento. MANICORÉ-AM...