Conecte-se Conosco

Olá, o que procuras?

Notícias

SISTEMA DE ABASTECIMENTO do Parque das Tribos entra em operação, e 2,6 mil moradores passam a receber água tratada em casa

Os moradores do Parque das Tribos, no Tarumã, zona Oeste, passam a receber água tratada nas torneiras de casa pela primeira vez. A Prefeitura de Manaus e a concessionária Águas de Manaus inauguraram oficialmente, na manhã desta terça-feira, 16/3, o sistema de abastecimento da maior comunidade indígena urbana da capital. A solenidade contou com a presença de representantes da prefeitura, concessionária e de lideranças comunitárias do Parque das Tribos. O evento foi realizado ao ar livre e com todas as medidas de segurança e distanciamento social, para evitar a propagação do novo coronavírus.

Além de água, a obra realizada pela concessionária leva saúde, dignidade e cidadania para os mais de 2,6 mil moradores do local, que é o primeiro bairro reconhecidamente indígena em Manaus. O subsecretário de Infraestrutura, Egleuson Santiago, que representou o prefeito David Almeida no evento, destacou que a obra vai elevar a qualidade de vida nesta região da cidade, que também receberá outras ações de infraestrutura realizadas pela prefeitura. “Esse é mais um passo que damos nos primeiros 100 dias da gestão David Almeida para avançar na infraestrutura da cidade. Temos muitos desafios pela frente; e, hoje, fico feliz em compartilhar essa vitória da comunidade Parque das Tribos. Manaus tem pressa, e estamos no caminho correto”, disse Egleuson.

Além do acesso à água tratada, a pedido do prefeito David Almeida, todos os moradores do Parque das Tribos foram cadastrados na Tarifa Social de Água, benefício que garante desconto de 50% no pagamento das faturas. Assim, cada residência tem direito ao consumo mensal de até 15 mil litros de água por R$ 19,93. A concessionária e a Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman) também realizarão ações para orientar o consumo consciente na comunidade, incentivando o uso correto da água nas atividades diárias dos moradores.

“O sistema de abastecimento de água tratada do Parque das Tribos representa um avanço efetivo da Prefeitura na gestão do prefeito David Almeida, que em menos de 100 dias coloca seu plano de ação em prática, implementando investimentos importantíssimos no tocante ao saneamento básico, fortalecendo os sistemas isolados, levando água e saúde para toda a cidade. É a consolidação de um esforço contínuo da Secretaria Municipal de Infraestrutura, a Seminf, com a atuação firme da Ageman, a qual vem fortalecendo o contrato de concessão, regulando e fiscalizando o cumprimento dos planos de investimentos e de metas, ao passo em que a cidade avança com o saneamento e o esgotamento”, destacou o diretor-presidente da Ageman, Fábio Alho.

Na avaliação do diretor-presidente da Águas de Manaus, Thiago Terada, o sistema de abastecimento do Parque das Tribos é um marco no trabalho da concessionária na cidade. “A entrega dessa obra é uma das ações mais importantes da Águas de Manaus em dois anos e meio de atuação na cidade. Estamos investindo para acompanhar o crescimento da cidade, e trazer água até o Parque das Tribos é fruto disso. Proporcionar o acesso à água tratada para uma comunidade indígena no meio da cidade de Manaus é algo muito significativo, principalmente no momento que estamos vivendo”, completou Thiago Terada.

Cacique fundadora da comunidade, Lutana Kokama lembrou da luta para que o Parque das Tribos fosse reconhecido como bairro. Ela comemorou a chegada da água ao local. “Só tenho a agradecer à prefeitura e à Águas de Manaus por essa obra. As comunidades Parque das Tribos e Cristo Rei são muito gratas a isso. Temos água tratada e a garantia de um futuro com saúde para nossos moradores”, disse.

Histórico

O Parque das Tribos abriga indígenas de diversas etnias, entre elas: Apurinã, Baré, Mura, Kokama, Tikuna, Wanano, Sateré-Mawé e Tukano, além de não indígenas. Localizada na zona Oeste de Manaus, no bairro Tarumã, a área é uma das mais carentes da cidade, e boa parte dos moradores são pessoas em situação de vulnerabilidade. Desde que passou a atuar na cidade, a Águas de Manaus abastecia a comunidade em uma estrutura temporária, por meio de carros-pipa que enchiam diariamente duas grandes caixas d’água do Parque. Em 2019, a concessionária iniciou as obras para a construção do sistema de abastecimento definitivo.

A estrutura inaugurada na comunidade conta com um Centro de Produção de Água Subterrânea (CPAS), que consiste em um poço de 200 metros de profundidade para captação de água. Também foram implantados 7.830 metros de redes de distribuição e 657 hidrômetros residenciais. A concessionária vai entregar, ainda em 2021, um reservatório no Parque das Tribos, com capacidade para armazenar 300 mil litros de água. “Essa estrutura é o suficiente para fornecer água tratada de qualidade aos moradores e ainda será reforçada. O mais importante é a garantia de acesso à saúde e qualidade de vida para as pessoas, principalmente no contexto de pandemia. A água tratada é um elemento fundamental no combate ao coronavírus e outras doenças”, acrescenta Thiago Terada.

Extensão para Cristo-Rei

Além do Parque das Tribos, o sistema de abastecimento construído também beneficiará uma comunidade vizinha, a Cristo-Rei. Nas últimas semanas, as obras de implantação de rede de abastecimento para a localidade foram iniciadas.  Na Cristo-Rei, serão implantados 2 mil metros de redes de água e cerca de 250 hidrômetros residenciais, beneficiando aproximadamente 2 mil moradores, que também passarão a compor o cadastro da Tarifa Social.

Desde que passou a atuar na cidade, a Águas de Manaus tem acompanhado o crescimento vegetativo da capital, realizando investimentos para garantir o acesso da população à água tratada. Em pouco mais de dois anos e meio de trabalho, já foram investidos mais de R$ 300 mi em melhorias na cidade, como o sistema de abastecimento do Parque das Tribos. Neste período, a concessionária também implantou mais de 80 mil metros de redes de água tratada em regiões que foram ocupadas de maneira desordenada ou vulneráveis, como becos, palafitas e áreas de rip-rap.

Texto – Divulgação / Ageman

Fotos – João Viana / Semcom

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Advertisement

Você pode gostar!

Notícias

Segundo o relato do próprio Emanuel. A gente passou no eldorado na praça do caranguejo e paramos pra comprar minha água tônica, o Júnior...

Notícias

Uma mulher que ainda não foi identificada tirou a vida da própria irmã, na região metropolitana de Manaus, município do Careiro da Várzea, distante...

Polícia

Juliana Alves de 15 anos, foi morta a tiros na frente da mãe no bairro Cidade de Deus, Zona Norte de Manaus. O crime...

Flagrantes da Política

Arthur Neto (PSDB), com 3,5; Coronel Menezes, com 2,1, Omar Aziz com 2,1 e Chico Preto com 0,7 são os nomes mais citados na...