Conecte-se Conosco

Olá, o que procuras?

Destaque

Restaurante de tradição em Manaus apresenta cardápio diferenciado de Páscoa para esta pandemia

Receber os ingredientes, fazer a montagem do prato e ter porções especiais que servem de três a seis pessoas é o grande diferencial do Grupo Dedé para esta páscoa durante a pandemia

A Páscoa, para os cristãos, é uma data repleta de significados. O domingo, em especial, celebra a ressurreição de Jesus Cristo e o primeiro aparecimento do filho de Deus aos seus discípulos. E neste dia é tradição que as famílias se reúnem em torno da mesa para degustar o cardápio típico da data, com bacalhau, ovos de páscoa e muitas delícias.

Pensando no conforto do cliente o Grupo Dedé preparou um cardápio especial elaborados pelo Chef Dedé Parente, para esta reunião em família. O grande diferencial é poder receber os ingredientes pré-prontos para montagem e finalização no forno, com porções que servem de três a seis pessoas e opções de vários pratos famosos da casa como: Bacalhau à Manauara, Bacalhau Gomes do Dedé, Bacalhau com Natas do Dedé, Escondidinhos de vários sabores, Filé Mignon do Dedé, Filé à Parmegiana, Salada de Bacalhau, Arroz Paraense, Arroz Português, Arroz de Camarão e muito mais.

Para o chef Dedé Parente, “Esta data é uma das mais importantes do ano. Eu que sou bem católico tenho a tradição de montar todos os itens para uma boa reunião em família, como aprendi com minha mãe, claro, de acordo com os protocolos de hoje. O dia mais bonito é quando podemos comemorar a ressureição de Cristo após um período recluso em respeito a dor de nossos senhor. Não podemos perder essa tradição, faço questão, especialmente neste momento em que estamos vivendo, de ajudar a cultivar valores como este que nos ajudam a ter mais esperança de que dias melhores virão. Pensando nisso resolvi criar esta opção para que as pessoas possam ter uma boa refeição com fé.”, afirma o chef.

O cliente pode fazer encomendas com 24h de antecedência, pelo contato 3236-0025 / 98175-9314 / 98175-9376, a agenda está disponível para os dias 02, 03 e 04 de abril. A entrega será feita na data agendada na unidade do P.10, localizada na R. do Comercio, 1003-F – Box 4 – Parque 10 de Novembro.

Significado da Páscoa
Páscoa é uma das datas comemorativas mais importantes entre as culturas ocidentais. É uma festa cristã que celebra a ressurreição de Jesus Cristo. Para os cristãos, a semana anterior à Páscoa é considerada como Semana Santa. Esta semana tem início no Domingo de Ramos que marca a entrada de Jesus na cidade de Jerusalém.

Para os judeus, a Páscoa também tem um significado muito importante, pois marca o a fuga do povo judaico do Egito, onde foram aprisionados pelos faraós durantes vários anos. A tradição dos judeus é comemorar a páscoa fazendo e comendo o matza (pão sem fermento) para lembrar a rápida fuga do Egito, quando não sobrou tempo para fermentar o pão.
A origem da palavra Páscoa advém do termo em hebraico Pesach, cujo sentido simbólico é de “passagem”, comum às celebrações pagãs (passagem do inverno para a primavera) e judaicas (da escravatura no Egito para a liberdade na Terra prometida). Tanto no significado judeu quanto no cristão, esta data relaciona-se com a esperança de uma vida nova.

Entenda o significado dos símbolos da páscoa:

Os ovos de páscoa
Na antiguidade os egípcios e persas costumavam tingir ovos com cores da primavera e presentear os amigos. Para os povos antigos o ovo simbolizava o nascimento. Os cristãos primitivos do oriente foram os primeiros a dar ovos coloridos na Páscoa simbolizando a ressurreição, o nascimento para uma nova vida. Os ovos não eram comestíveis, como se conhece hoje. Era mais um presente simbólico.

O chocolate
As civilizações dos maias e astecas consideravam o chocolate como algo sagrado, tal qual o ouro. Os astecas usavam-no como moeda. Na Europa o chocolate aparece a partir do século XVI. Já os bombons e ovos, como conhecemos, surgiram no século XX.

Os coelhos
A tradição do coelho da Páscoa foi trazida para a América pelos imigrantes alemães em meados do século 18: o coelho “visitava” as crianças e “escondiam” os ovinhos para que elas os procurassem. No antigo Egito, o coelho simbolizava o nascimento, a vida. É também o símbolo da fertilidade e da abundância da vida.

A cruz da ressurreição
Traduz, ao mesmo tempo, sofrimento e ressurreição.

O pão e o vinho
Na ceia sagrada, Jesus escolheu o pão e o vinho para dar vazão ao seu amor. Representando o seu corpo e sangue, o pão e o vinho foram dados aos seus discípulos para celebrar a vida eterna.

O cordeiro
Para os católicos, simboliza Cristo, que é o cordeiro de Deus, e se sacrificou em favor de todo o rebanho.

Assessoria de Imprensa
F5 Comunicação e Eventos Corporativos
Telefone (92)3223-8076
Celular: (92)98418-4118
E-mail: [email protected]

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Advertisement

Você pode gostar!

Manacapuru

O corpo de uma mulher que não teve a identidade revelada, foi encontrado com marcas de tortura na tarde deste domingo (17), no bairro...

Polícia

Uma mulher suspeita de cometer assaltos na cidade de Manaus, foi pega pela população na zona Sul da cidade, quando se tentava praticar mais...

Notícias

Manaus/AM- Brena Rayssa Pinheiro de Macedo, 28, foi vítima de um homem que ainda não foi identificado, na noite deste domingo (17), no bairro...

ESPECIAL PUBLICITÁRIO

Por: Secretaria Municipal de Comunicação conteúdo de responsabilidade do anunciante Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que em todo o...