Conecte-se Conosco

Olá, o que procuras?

Destaque

Com a bandeira do desenvolvimento sustentável, Arthur Virgílio Neto confirma disputa nas prévias do PSDB

Aos 42 anos de vida pública e um dos fundadores do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), o ex-senador amazonense Arthur Virgílio Neto confirmou, nesta sexta-feira (19.3), por meio de suas redes sociais, que será candidato às prévias do partido que definirá o nome para disputar as eleições 2022 para presidência da República. “Pretendo correr o país e participar dos debates. Um dos temas que irei defender será a questão ambiental, assim como fiz no meu primeiro discurso como deputado federal, em 1983, quando ninguém falava em meio ambiente”, disse. A informação também foi divulgada hoje pelo jornal ‘Estadão’ e pelo site ‘O Antagonista’.

Em pesquisa interna, disponibilizada pelo grupo ‘Tucanos em Rede’, na manhã desta sexta-feira, Arthur já desponta como favorito e mostra engajamento junto aos eleitores do Amazonas. Em poucas horas, Virgílio já conquistou quase 50% dos votos. Em segundo lugar aparece o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, seguido pelo governador de São Paulo, João Dória, e pelo senador e ex-governador do Ceará, Tasso Jereissati. A pesquisa segue com votação aberta até a segunda-feira (22), no link: https://forms.gle/nWu66u6rs4skpAUy7.

“Fui líder da oposição ao Lula. Mesmo sendo prefeito, enfrentei o governo Dilma. Sou oposição clara ao Bolsonaro. Querem pedigree melhor que esse em matéria de sou contra a tudo que aí recentemente esteve e contra o que presentemente está?”, questionou Arthur Neto, que se disse animado com a ideia de prévias amplas e legítimas. “Desta vez, o presidente Bruno Araújo está preparando prévias decentes e com oportunidades iguais para os candidatos exporem suas ideias. A anterior, em 2018, tinha um defeito de origem, porque o presidente do partido à época [Geraldo Alckmin] queria ser candidato à presidência da República. Tive conversas duras com o então governador de São Paulo e o propus dez debates pelas prévias, nas cidades mais estratégicas do país. O Alckmin me ofereceu um debate e eu o disse que ele seria o coveiro do PSDB”, lembrou.

‘Tucano’ desde de 1989 e principal liderança no Amazonas, Arthur Neto defende que é hora de reerguer o PSDB. “É preciso que o partido se posicione. Outro dia alguém definiu o PSDB como oposição ao Bolsonaro, mas não vejo essa oposição acontecer, não como fiz ao ex-presidente Lula e com a mesma consciência limpa com a qual assinei o manifesto de intelectuais, artistas e políticos pedindo julgamento justo ao ex-presidente. Entendo que Lula não teve julgamento justo, apesar de todas as divergências que já tive com ele”, afirmou.

E, em tom de saudade, Virgílio recordou do tempo áureo do PSDB, quando foi dirigente nacional por três anos. Ele contou que 1996 foi o ano que, proporcionalmente, o partido fez mais prefeitos. “Tenho muito orgulho de termos feito o Plano o Real, de termos colocado sob controle a inflação. Minha ideia é permanecer no partido, é ajudar a promover um ajustamento nos moldes que ele já foi e deveria ser. Já disse que se todos quiserem sair, podem deixar a chave comigo”, brincou.

Desenvolvimento sustentável

Ponto forte em todos seus discursos e cargos de sua vida política, a defesa da Amazônia será, mais uma vez, a principal proposta a ser defendida por Arthur Virgílio na disputa pelas prévias do PSDB.

“A floresta em pé garante a soberania nacional, porque se continua essa brincadeira de Ricardo Salles, um ministro incompetente, de garimpeiros e de agronegócio no coração da Amazônia, o Brasil, ao meu ver, terá uma intervenção militar internacional muito clara”, alertou Arthur, por conta dos compromissos assumidos pelo país em torno das mudanças climáticas no Acordo de Paris.

Ainda nessa linha, Virgílio também criticou a falta de reconhecimento sobre a importância da Zona Franca de Manaus (ZFM) para economia do país e sua contribuição para a preservação da floresta. Para ele, o valor econômico da floresta em pé pode ser a prosperidade não só dos amazonenses, mas dos brasileiros. “O Brasil teima em se manter cego quanto à Zona Franca de Manaus, teima numa conversa rasa sobre incentivos, e despreza as possibilidades de desenvolvimento sustentável que ela pode oferecer. O que quero é levar um novo olhar sobre a Amazônia, é despertar o orgulho e o interesse dos brasileiros para algo que o mundo inteiro já enxerga”, concluiu.

As prévias do PSDB foram confirmadas para outubro deste ano. A primeira etapa do processo deve ser realizada em abril, com a criação de uma comissão partidária. As regras da eleição interna precisam ser aprovadas pela executiva do partido até 15 de junho, de forma que os candidatos poderão oficializar candidatura nos primeiros dias de agosto.

Fotos – Divulgação / Arquivo

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Advertisement

Você pode gostar!

Manacapuru

O corpo de uma mulher que não teve a identidade revelada, foi encontrado com marcas de tortura na tarde deste domingo (17), no bairro...

Polícia

Uma mulher suspeita de cometer assaltos na cidade de Manaus, foi pega pela população na zona Sul da cidade, quando se tentava praticar mais...

Notícias

Manaus/AM- Brena Rayssa Pinheiro de Macedo, 28, foi vítima de um homem que ainda não foi identificado, na noite deste domingo (17), no bairro...

ESPECIAL PUBLICITÁRIO

Por: Secretaria Municipal de Comunicação conteúdo de responsabilidade do anunciante Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que em todo o...