Conecte-se Conosco

Olá, o que procuras?

Política

Deputado Dermilson Chagas cobra da Aleam abertura de CPI e impeachment de Wilson Lima

O parlamentar relembrou aos deputados os diversos motivos que já expôs em várias ocasiões na Tribuna para fazer esse pedido, sobretudo a morte de 31 cidadãos por falta de oxigênio, o aluguel de jato exclusivo para o governador e a falta de transparência na utilização de recursos do FTI e dos recursos direcionados para ações de combate à Covid-19

O deputado Dermilson Chagas (Podemos) cobrou, na manhã desta terça-feira (13/04), que a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) instaure uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os gastos da gestão Wilson Lima e que dê prosseguimento aos pedidos de impeachment que se encontram protocolados na Casa.

Dermilson Chagas argumentou que só o fato do Supremo Tribunal Federal (STF) determinar ao Senado a instauração de uma CPI para investigar a irresponsabilidade do Governo Federal na gestão da crise sanitária, e que o Governo do Amazonas é um dos alvos dessa investigação, já é motivo mais que suficiente para a Aleam dê início ao processo no Amazonas também.

Dermilson Chagas disse que a Aleam é um instrumento que a sociedade conta para ter seus pleitos atendidos e que os deputados são eleitos para defender os direitos dos cidadãos e que, por esse motivo, a Casa não pode ser omissa com relação às investigações dos gastos do Governo e também não pode deixar de perceber que até o Senado possui um processo de investigação que inclui o Governo do Amazonas.

“Assim, eu vejo o comportamento da Assembleia. Uma ferramenta disponível à sociedade, que enquanto ela precisa, a sociedade quer que esteja perto. Ela quer a voz ativa, representativa, quer o seu representante falando os seus desejos. Mas, quando isso já não tem mais interesse pra sociedade, ela afasta e repudia e passa a ter ojeriza com relação à classe política. E, muitas das vezes, por um, todos pagam. É desta forma que eu vejo o Parlamento como um todo. Não é A, B ou C. A minha opinião é essa. A sociedade pensa que aqui vai encontrar ressonância. Não vai”, afirmou o parlamentar.

Má gestão do Governo do Amazonas

O parlamentar relembrou aos deputados os diversos motivos que já expôs em várias ocasiões na Tribuna do Plenário Ruy Araújo da Aleam para fazer esse pedido, sobretudo a morte de 31 cidadãos por falta de oxigênio, a compra de respiradores em loja de vinho, o aluguel de jato exclusivo para o governador, a falta de transparência na utilização de recursos do FTI e dos recursos direcionados para ações de combate à Covid-19, os gastos excessivos do Governo do Estado com publicidade, e a falta de aparelhamento da rede estadual de saúde na capital e no interior.

Para Dermilson Chagas, é injustificável que o Governo do Amazonas gaste R$ 9,3 milhões com aluguel da aeronave porque esse recurso poderia ser direcionado para as ações de combate à Covid-19. Por isso, o parlamentar assinou o pedido de medida cautelar para suspender o Pregão Eletrônico nº 1032/2020, de locação do jato, que o deputado Wilker Barreto (Podemos) ingressou no Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM).

Mortes e sofrimento das famílias

Dermilson Chagas disse que a crise de oxigênio que Manaus viveu nos dias 14 e 15 de janeiro levou a cidade a um cenário de caos porque nesse período foram registrados elevados números de contágio e de óbitos. Ele destacou que todo esse sofrimento, e que foi acompanhado por todos os deputados da Aleam, também foi registrado pela imprensa local, nacional e internacional, portanto, a Casa não pode permanecer inerte.

Na época da crise de oxigênio, a imprensa noticiou que, segundo documentos obtidos e divulgados pelo Ministério Público de Contas, 31 pessoas morreram por falta de oxigênio em Manaus em 14 e 15 de janeiro. Além do aumento no número de pessoas contaminadas e de mortes, a crise do oxigênio trouxe sofrimento para as famílias que tinham de comprar cilindros com o gás utilizando seus próprios recursos.

“Eu não estou falando para muitos – que são tão poucos aqui dentro. Mas eu estou falando para aqueles que estão lá fora, que eu represento e que me colocaram aqui. Estou falando para aquela mãe e aquele pai que perdeu seu filho ou para aquele filho que teve a vida de seu pai ceifada pela negligência de um governo que está aí. Houve negligência ou não? A falta de planejamento matou pessoas ou não? Houve superfaturamento? E o uso de aeronaves e o dinheiro da Covid pra propaganda? O povo quer respostas. Ninguém quer morrer por um governo que é irresponsável, negligente, omisso. Eu não conheço esse herói que esteja disposto a morrer por esse governo irresponsável”, reiterou Dermilson Chagas.

Falta de planejamento da gestão Wilson Lima

Dermilson Chagas reiterou que o Governo do Amazonas não possui planejamento nas suas ações e que a maior prova disso foi a não estruturação da rede estadual de saúde tanto na primeira quanto na segunda onda. Uma das provas dessa falta de organização e planejamento foram as mortes registradas em praticamente todas as unidades de saúde estaduais, especialmente no SPA e Policlínica Dr. José Lins, SPA e Policlínica Dr. Danilo Corrêa, SPA Alvorada e na Fundação de Medicina Tropical Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD).

Outro problema que o deputado Dermilson Chagas apontou foi que houve falta de leitos desde o início da pandemia, tanto na capital quanto no interior. O problema de falta de leito foi divulgado pelos veículos da imprensa nacional, dentre eles o jornal Correio Braziliense. O Governo do Amazonas acabou reconhecendo a sua falta de planejamento e estrutura e informou que iria transferir 235 pacientes de Manaus para outros estados.

FOTO: DANILO MELLO/ALEAM

Assessoria de Comunicação do Deputado Dermilson Chagas
Guilherme Gil (92) 98159-3604
Valéria Ribeiro (92) 99190-5466

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Advertisement

Você pode gostar!

Manacapuru

O corpo de uma mulher que não teve a identidade revelada, foi encontrado com marcas de tortura na tarde deste domingo (17), no bairro...

Polícia

Uma mulher suspeita de cometer assaltos na cidade de Manaus, foi pega pela população na zona Sul da cidade, quando se tentava praticar mais...

Notícias

Manaus/AM- Brena Rayssa Pinheiro de Macedo, 28, foi vítima de um homem que ainda não foi identificado, na noite deste domingo (17), no bairro...

ESPECIAL PUBLICITÁRIO

Por: Secretaria Municipal de Comunicação conteúdo de responsabilidade do anunciante Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que em todo o...