Conecte-se Conosco

Olá, o que procuras?

Notícias

Em 100 dias de gestão prefeitura realizou várias ações para revitalizar o Dimicro

Com ações realizadas desde o início da gestão do prefeito David Almeida, a Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), elaborou e deu início ao plano de ação para tornar viável a utilização do Microdistrito Industrial de Manaus (Dimicro), localizado no ramal do Brasileirinho, no Jorge Teixeira, zona Leste. O espaço, destinado a melhorar a instalação de micro e pequenas indústrias que prestam serviço ao Polo Industrial de Manaus (PIM), há 15 anos é subutilizado, servindo há alguns anos como depósito de bens inservíveis da prefeitura.


“Os bens móveis disponíveis no local serão futuramente leiloados, com o objetivo de gerar renda ao município, e o Dimicro irá de fato implementar e operar como um incentivador de empresas de tecnologia, de fabricantes de produtos com matéria-prima regional e de cooperativas de trabalhadores em geral, inclusive intermediando a compra garantida dos produtos”, explicou o titular da Semtepi, Radyr Júnior.

Ainda segundo ele, o espaço está sendo projetado para ser incubadora e aceleradora de empresas. A ideia, conforme Radyr, é ainda este ano começar as atividades. O local vem recebendo ações desde o mês de janeiro. Entre visitas no espaço, projeto de iluminação e ações junto a microempresas localizadas em diversas zonas da cidade foram realizadas nesse primeiro momento, e para colocar em prática o plano de ação, tornou-se necessário a integração de diversas outros órgãos tais como as secretarias municipais de Administração, Planejamento e Gestão (Semad); Limpeza Urbana (Semulsp); e Infraestrutura (Seminf), com uma ação de reestruturação, realizada no último dia 7.

Um projeto estrutural para os 29 galpões foi idealizado, e os mesmos vão passar por uma adaptação ainda neste semestre. Os serviços de limpeza, podagem, capinação e varrição no local já foram iniciadas pela Semulsp na primeira semana de abril.

Leilão

A Semad tem catalogado os bens a serem arrematados, que já contabilizam aproximadamente 8.800 itens, entre veículos, barcos escola, aparelhos de ar-condicionado, geladeiras, cadeiras, entre outros. A estimativa é que o leilão supere a arrecadação do último realizado, ocasião em que foi arrecadado em torno de R$ 550 mil, que serão investidos em diversas áreas do município. O leilão deve acontecer no final de maio.

O Dimicro foi idealizado em março de 2006, pelo então vereador Massami Miki, e executado pelo ex-prefeito Serafim Corrêa, custando à época R$ 10 milhões para ser implementado. Porém, o projeto só foi inaugurado em junho de 2016 na gestão do ex-prefeito Arthur Neto, seguindo sem utilização alguma. Em 2018 tramitou na Câmara Municipal de Manaus (CMM) um projeto de lei que regulamenta a utilização do espaço, onde os galpões seriam disponibilizados às micro e pequenas empresas, mediante processo seletivo.

Texto – Divulgação / Semtepi

Fotos – João Viana / Semcom

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Advertisement

Você pode gostar!

Manacapuru

O corpo de uma mulher que não teve a identidade revelada, foi encontrado com marcas de tortura na tarde deste domingo (17), no bairro...

Polícia

Uma mulher suspeita de cometer assaltos na cidade de Manaus, foi pega pela população na zona Sul da cidade, quando se tentava praticar mais...

Notícias

Manaus/AM- Brena Rayssa Pinheiro de Macedo, 28, foi vítima de um homem que ainda não foi identificado, na noite deste domingo (17), no bairro...

ESPECIAL PUBLICITÁRIO

Por: Secretaria Municipal de Comunicação conteúdo de responsabilidade do anunciante Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que em todo o...