Conecte-se Conosco

Olá, o que procuras?

Saúde

Manaus alerta para a necessidade da segunda dose da vacina contra a Covid-19

Nesta quarta-feira, 9/6, o país celebra o Dia da Imunização e a Prefeitura de Manaus reforça a importância da segunda dose da vacina contra a Covid-19. Dados do Departamento de Tecnologia da Informação (DTI), da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), indicam que desde o início da campanha de vacinação contra a doença na capital, no dia 19/1, das 442.290 pessoas que tomaram a primeira dose até esta terça-feira, 8/6, 25.889 não retornaram para completar o ciclo de imunização nas datas programadas, o que representa 5,85% do total.

Para facilitar o acesso às vacinas, a prefeitura montou postos em todas as zonas da cidade e criou uma plataforma, por meio da qual é feito o agendamento de data, horário e local para o recebimento das doses.

“Desde o recebimento das primeiras remessas de vacinas, nossas equipes vêm trabalhando para que a imunização seja realizada com segurança e de forma rápida, porque sabemos que a vacina é a maior esperança para que a população fique mais protegida desse vírus. Mas para que isso seja possível, as pessoas precisam completar o esquema vacinal. Precisamos pensar no interesse coletivo e quem tomou a primeira dose precisa tomar a segunda, mesmo que tenha perdido o prazo”, apela o prefeito David Almeida.

A secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe, explica que em relação ao período máximo para a segunda dose, não existem estudos que determinem a validade, considerando que a vacina contra a Covid-19 é recente.

“O que se sabe, comparando com as demais vacinas, é que uma vez identificada a falta do esquema vacinal completo, que ele seja feito imediatamente. Há casos em que a pessoa pode não ter tomado a vacina por ter adoecido ou por alguma outra situação. Mas o ideal é que ela faça a segunda dose imediatamente, assim que verificar que está com o esquema atrasado e que esteja apto a receber a segunda dose”, orienta.

Segundo Shádia, não retornaram para a segunda dose de CoronaVac/Butantan, 8.079 pessoas, e da AstraZeneca/Oxford, 17.810. “No caso da CoronaVac temos atraso de até 112 dias. Da AstraZeneca, chega a 46 dias, considerando a data prevista para a segunda dose, obedecendo o intervalo entre uma e outra”, completa a gestora.

A diretora do Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica da Semsa, enfermeira Marinélia Ferreira, ressalta que não há como determinar por quais razões essas pessoas não retornaram para tomar a segunda dose.

“Algumas relatam que tiveram reações adversas na primeira dose, outras que apresentaram sintomas gripais, sugestivos de Covid-19, ou até que tiveram a doença logo após a primeira dose, portanto, não poderiam tomar. Há, ainda, o caso de pessoas que tomaram outra vacina, como a da Influenza, e precisam observar o intervalo entre as vacinas. O porquê dessa falta, não está bem esclarecido”, conta.

Segundo ela, já houve relatos de pessoas que iniciaram o esquema com CoronaVac e querem tomar a segunda dose de outro fabricante. “Isso não é indicado pelo Ministério da Saúde. O correto é iniciar e concluir o esquema com o mesmo imunobiológico. Essa é a orientação que estamos seguindo”, informa.

Cuidados

A titular da Semsa faz questão de frisar que, mesmo com o esquema vacinal completo, a proteção não chega a 100% e a prevenção deve ser permanente.

“Mesmo que a pessoa tenha tomado as duas doses, ainda assim pode contrair a doença. A vacina evita formas graves e óbito. O que as pessoas precisam ter em mente é que mesmo com o esquema vacinal completo, as medidas de prevenção como o uso da máscara, lavagem das mãos, evitar tocar os olhos, manter o distanciamento social e, principalmente, se tiver sintomas gripais, se afastar e fazer o teste. Isso é válido para todas as vacinas, independentemente de estar na primeira ou na segunda dose”, finaliza.

A Semsa informa que em todos os pontos está sendo aplicada a segunda dose, à exceção da Escola de Enfermagem. Os que receberam a CoronaVac/Butantan devem procurar as estações do ponto de vacinação do Centro de Convenções, o sambódromo, único local que está disponibilizando este imunizante.

Pontos de vacinação

Zona Norte

Estacionamento do supermercado Coema

Avenida Torquato Tapajós, nº 5.890, Novo Israel

Zonas Sul e Centro-Sul

Centro Cultural dos Povos da Amazônia

Avenida Silves, 2.222, Crespo

Universidade Paulista – Unip

Avenida Mário Ypiranga Monteiro, 3.490, Parque 10 de Novembro

Zona Leste

Clube do Trabalhador do Sesi/AM

Avenida Cosme Ferreira, 7.399, São José 1

Zona Oeste

Balneário do Sesc/AM

Avenida Constantinopla, 288, conjunto Campos Elíseos, Planalto

Centro de Convenções de Manaus – sambódromo

Avenida Pedro Teixeira, 2.565, Dom Pedro

Texto – Sandra Monteiro / Semsa

Foto – Marcely Gomes / Semcom

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Você pode gostar!

Notícias

Uma mulher que ainda não foi identificada tirou a vida da própria irmã, na região metropolitana de Manaus, município do Careiro da Várzea, distante...

Polícia

Macapá- Uma criança identificada como Ana Júlia Pantoja, de 5 anos, morreu no fim da tarde de quarta-feira (15, após levar um tiro na...

Flagrantes da Política

Arthur Neto (PSDB), com 3,5; Coronel Menezes, com 2,1, Omar Aziz com 2,1 e Chico Preto com 0,7 são os nomes mais citados na...

Polícia

Juliana Alves de 15 anos, foi morta a tiros na frente da mãe no bairro Cidade de Deus, Zona Norte de Manaus. O crime...