Conecte-se Conosco

Olá, o que procuras?

Política

Silas Câmara faz reunião sobre problemas no seguro defeso, mas não convida órgão que representa pescadores

A Confederação Nacional dos Pescadores e Aquicultores (CNPA), que representa mais de 600 mil trabalhadores da pesca no Brasil, não foi convidada a participar de uma audiência pública, na Câmara dos Deputados, que discutirá as dificuldades na liberação do seguro defeso.

A audiência acontece na segunda-feira (14-jun), no plenário 12 da Câmara dos Deputados, em Brasília, e foi solicitada pelo deputado federal Silas Câmara.

Ao invés de convidar a CNPA, que é a instituição que legalmente representa os pescadores brasileiros, o deputado convidou a Confederação Brasileira dos Trabalhadores da Pesca (CBTPA).

O problema é que a CBTPA não tem autorização para representar os pescadores brasileiros, tampouco participar de eventos públicos, como a audiência pública solicitada por Silas Câmara.

No mês passado, a CBTPA perdeu o direito de representar os pescadores, após decisão da juíza Katarina Roberta Brandão, do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região, em Brasília.

Na decisão judicial, a magistrada confirma que a CBTPA não pode representar os trabalhadores da pesca. Na mesma decisão, a juíza proibiu o presente da CBTPA, Abraão Lincoln, de ser o representante dos pescadores em eventos ou reuniões oficiais.

Na audiência pública de segunda-feira, quem foi convidado para representar os trabalhadores foi Abraão Lincoln, o que é ilegal perante a Justiça.

Procuramos a Confederação Nacional dos Pescadores (CNPA), que é autorizada a falar em nome dos trabalhadores, para saber se ela foi convidada para a audiência pública.

O presidente da CNPA, o pescador amazonense Walzenir Falcão, disse que a instituição não foi convidada pelo deputado Silas Câmara, tampouco pela Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia (CINDRA) da Câmara Federal.

“Não fomos convidados para a audiência pública”, confirma Walzenir. “É lamentável, pois a CNPA é o único órgão que realmente conhece as dificuldades vividas pelos pescadores brasileiros, além de sermos únicos autorizados a representar os trabalhadores da pesca no Brasil”, concluiu.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Advertisement

Você pode gostar!

Economia

Cerca de 22 milhões de brasileiros recebem, neste ano, o abono salarial, com valor total de mais de R$ 20 bilhões, segundo o Ministério...

Esporte

Entre as mulheres o país domina com seis indicações e é favorito a vencer nas duas categorias.

Brasil

No veículo estavam um casal, o filho mais velho, de 6 anos, a caçula, de 3, e o motorista, parente da família; os cinco...

Notícias

O prefeito David Almeida anunciou a contratação de 500 profissionais de saúde para ajudar e tentar controlar o avanço do Covid-19 em Manaus e...

Publicidade