Conecte-se Conosco

Olá, o que procuras?

Política

Serafim repudia cortes de Bolsonaro a emendas destinadas ao Amazonas

O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) repudiou, nesta quarta-feira, 16, o corte de emendas parlamentares por parte do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), após a atuação de Omar Aziz (PSD) e de Eduardo Braga (MDB) na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid-19 no Senado.

“O que me traz à tribuna nesse pequeno expediente é a matéria publicada no site UOL, onde foi espalhado Brasil afora de que houve uma reação do governo federal por conta da reação do Senador Omar Aziz (PSD) e do Senador Eduardo Braga (MDB) na CPI em favor de municípios amazonenses”, lamentou o deputado em discurso na Assembleia do Amazonas.

Para o parlamentar, o “contra-ataque” do governo federal não está punindo os senadores, mas punindo o povo dos municípios.

“Fico perplexo com isso, porque cortar a emenda de senadores para municípios significa cortar acesso da população desses municípios em favor do bem-estar da coletividade. Isso é muito ruim”, disse.

O líder do PSB na Casa Legislativa ainda disse que o corte das emendas é uma prática de “politicagem” por parte de Jair Bolsonaro.

“Política é uma coisa muito bonita, mas esse tipo de política, que não chamo de política, chamo de politicagem, e é muito feio. Que culpa tem o povo de Parintins por conta de uma posição adotada por este ou aquele senador? Nada! Se o senador apresentou uma emenda e esta foi aprovada e está no orçamento ela deve sim ser executada, porque senão quem perde é o povo. Quem perde é a democracia”, afirmou.

Serafim prestou solidariedade aos senadores Omar Aziz e Eduardo Braga e reafirmou que eles têm o direito de defender seus posicionamentos políticos.

“Isto é um absurdo e quero daqui repudiar a atitude do governo federal e me solidarizar com os dois senadores. Todos sabem que nós não temos vínculos políticos e nem eleitorais, mas não é correto que a população do Amazonas pague por algo que é legítimo. O senador foi eleito. Ele tem mandato e tem direito a defender a sua posição, gostemos ou não delas. Agora, retaliar o povo do estado por conta da postura, dentro dos limites da democracia dos dois senadores não é correto. Fica, portanto aqui, o meu repúdio ao governo federal”, concluiu.
Foto: Zamith Filho / Divulgação

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Advertisement

Você pode gostar!

ESPECIAL PUBLICITÁRIO

Por: Secretaria Municipal de Comunicação conteúdo de responsabilidade do anunciante Manaus vive um novo momento. A cidade está mais bonita e vem se organizando...

Destaque

Franzina, divertida, mas estratégica. As características da skatista Rayssa Leal, de apenas 13 anos, valeu ao Brasil, mais uma medalha nas Olímpiadas de Tóquio,...

Cultura

Gravada por grandes nomes como Arlindo Júnior e Uendel Pinheiro, a música “O Amor está no Ar” ganha sua versão eletrônica Sucesso do Festival...

ESPECIAL PUBLICITÁRIO

Por: Secretaria Municipal de Comunicação conteúdo de responsabilidade do anunciante Manaus dará um salto para o futuro a partir das entregas e intervenções planejadas...