Conecte-se Conosco

Olá, o que procuras?

Política

CMM l Bancada muda Lei da Sacola Plástica e acusa empresários de terem se aproveitado dela

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) aprovou emenda apresentada pelo líder do prefeito, Marcelo Seraim (PSB), dando um prazo de 12 meses, até outubro de 2022, para que os empresários se adequem à nova legislação municipal que proíbe a distribuição de sacolas plásticas na capital amazonense. A bancada do “Puxadinho” (vereadores que apoiam a construção do anexo milionário), que propôs e aprovou a Lei nº 485, promulgada em 7 de maio de 2021, acusou os empresários do comércio de se aproveitarem da legislação para vender o produto para o consumidor, cobrando preços abusivos.

“Nós estamos dando ao comercio e aos consumidores um prazo de 12 meses para que eles possam ainda utilizar as sacolas plásticas, de forma gratuita. O comércio poderá oferecer, normalmente, esses tipos de sacolas. Após os 12 meses a distribuição gratuita será de sacolas biodegradáveis e não mais das sacolas comuns, e a partir do segundo ano todas as sacolas comuns e biodegradáveis ficariam proibidas no comércio de Manaus, dando uma enorme contribuição ao meio ambiente de nossa cidade. O importante é que aquele texto que dizia que ficava proibida a distribuição gratuita está sendo retirado. A distribuição gratuita poderá acontecer nesse primeiro ano de sacolas comuns, no segundo ano de sacolas biodegradáveis e a partir do terceiro ano as sacolas saem de cena na cidade de Manaus”, explicou Marcelo Serafim.

O PL, que recebeu emenda do vereador Elissandro Bessa (Solidariedade), ainda durante a reunião conjunta das comissões técnicas, alterou o artigo 1º da Lei 485/2021, criando um marco temporal para a proibição, por completo, da venda e distribuição gratuita de sacola plástica na cidade de Manaus.

“Fica proibida a venda e a distribuição gratuita de sacolas plásticas descartáveis com compostos de polietileno, polipropileno ou similares, no município de Manaus, para consumidores, comumente utilizadas em acondicionamento e transporte de mercadorias em estabelecimentos comerciais que pertençam a redes de supermercados ou que possuam mais de 2 mil metros quadrados de área construída individualizada, a parti de 20 de outubro de 2022, sendo permitida a distribuição gratuita de sacolas biodegradáveis e de sacolas retornáveis”, define o artigo primeiro da nova lei.

Ainda de acordo com o texto, a partir do dia 31 de dezembro de 2023, será proibida a distribuição e venda de qualquer tipo de sacola plásticas, incluindo as biodegradáveis, sendo permitida somente a distribuição gratuita de sacolas retornáveis. A restrição, alcança estabelecimento comercial de qualquer porte.

A vereadora Glória Carratte (PL), que divide com Fransuá Matos (PV) a autoria da Lei 485/2021, lamentou que tenha sido vítima de ataques pessoais nas redes sociais. “A minha intenção, com 20 anos de mandato parlamentar, sempre foi contribuir para proteção do meio ambiente e, não prejudicar o consumidor”, afirmou.

O presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara de Manaus, vereador Kennedy Marques (PMN), recomendou que a Casa Legislativa e prefeitura de Manaus realizem campanhas de divulgação da nova lei, para conscientizar a população sobre os efeitos positivos dela para o meio ambiente e, principalmente, na fiscalização da adequação e cumprimento dos prazos.

“Eu vou pedir ao Executivo Municipal que realize uma campanha televisiva de conscientização para que a população se adeque a esses prazos, pois um ano passa muito rápido”, ressaltou.

O projeto seguiu para sansão do prefeito de Manaus, David Almeida (Avante).

Fonte : Hiel Levy

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Advertisement

Você pode gostar!

Manacapuru

O corpo de uma mulher que não teve a identidade revelada, foi encontrado com marcas de tortura na tarde deste domingo (17), no bairro...

Polícia

Uma mulher suspeita de cometer assaltos na cidade de Manaus, foi pega pela população na zona Sul da cidade, quando se tentava praticar mais...

Notícias

Manaus/AM- Brena Rayssa Pinheiro de Macedo, 28, foi vítima de um homem que ainda não foi identificado, na noite deste domingo (17), no bairro...

ESPECIAL PUBLICITÁRIO

Por: Secretaria Municipal de Comunicação conteúdo de responsabilidade do anunciante Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que em todo o...