Conecte-se Conosco

Olá, o que procuras?

Saúde

Alergia e intolerância alimentar não são a mesma coisa; entenda as diferenças

Embora sejam comumente confundidas, alergias e intolerâncias alimentares não são a mesma coisa. A primeira, segundo a doutora em nutrição Ana Rita Machado, é “uma reação imunológica exagerada do corpo a determinadas proteínas na comida”, afetando 8% das crianças e 2% dos adultos no país, conforme a Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (Asbai). Já a segunda, explica a especialista, ocorre quando “o organismo tem dificuldade ou é incapaz de digerir alguns nutrientes no alimento”, provocando sintomas que vão de dores abdominais, náuseas e vômitos a diarreias, entre outros.
Os exames para identificar tais condições geralmente ocorrem em laboratório, com alto custo e resultados mais demorados, porém, a revolução digital no setor de saúde tem mudado este cenário. Uma das novidades são os testes laboratoriais remotos, disponibilizados pelo setor farmacêutico, e que acabam de chegar a Manaus na rede Santo Remédio, do Grupo Tapajós.
A nova tecnologia permite a análise em cerca de 30 minutos e tem alta taxa de precisão para 90% dos alimentos mais comuns, como leite, frutas e grãos. “Os testes são realizados por método manual ou com ajuda de equipamentos portáteis e nos possibilitam entregar resultados eficazes de forma muito mais rápida ao paciente, que conta ainda com a facilidade de acesso ao exame em qualquer uma das nossas drogarias”, explica o supervisor farmacêutico Eduardo Donini.

Para adultos e crianças
Os testes remotos para alergia e intolerância alimentar são realizados a partir da análise de uma gota de sangue e podem apontar o problema para mais de 50 tipos de alimentos. Um dos principais pontos positivos dessa tecnologia é que pode ser utilizada não só por adultos, mas também por crianças maiores de 5 anos. Para ambos os casos, não é necessário agendar, e o paciente conta sempre com o auxílio de um profissional devidamente habilitado.
Outra novidade é o autoteste de glúten, substância presente em pães, biscoitos e uma infinidade de alimentos à base de trigo. Apesar de não haver estatísticas fechadas sobre o problema, especialistas estimam que acometa entre 20% e 30% da população. O procedimento é similar ao do exame anterior, ou seja, uma gota de sangue é suficiente para a análise remota. O resultado sai em 10 minutos e tem alto nível de confiança, 96,7%.

Anticorpos neutralizantes
Em tempos de pandemia, as inovações em saúde andam ainda mais aceleradas, por isso, além dos testes ligados às condições alimentares, a Santo Remédio também passa a contar com um exame remoto que informa a quantidade de anticorpos neutralizantes no ser humano para combater a covid-19. O teste pode ser feito por qualquer pessoa que tenha se vacinado com duas doses ou dose única de imunizante, de preferência há mais de 30 dias, e o resultado sai em 10 minutos.
Com a missão de se tornar, cada vez mais, um hub de saúde, além de um vasto universo de medicamentos, as redes de drogarias do Grupo Tapajós contam com diversos serviços em suas unidades, incluindo aplicações de medicamentos injetáveis e vacinas, testes rápidos e bioimpedância. Só no último trimestre, foram 52.667 atendimentos nessas áreas.

Foto: Freepik

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Advertisement

Você pode gostar!

ESPECIAL PUBLICITÁRIO

Por: Secretaria Municipal de Comunicação conteúdo de responsabilidade do anunciante Manaus completa no dia 19 de novembro 10 meses da campanha de vacinação contra...

Esporte

O botafogo sagrou-se campeão da Série B do Campeonato Brasileiro 2021, neste domingo, 21, ao vencer o Brasil de Pelotas por 1 a 0....

Coari

O domingo chuvoso não afastou os candidatos da Coligação Ficha Limpa para Coari da programação de campanha, que contou com a presença do governador...

Polícia

O cabelereiro Dayene João de Araújo Barbosa, 38 anos, foi morto a tiros na noite deste domingo (21), na Rua Santa Helena, bairro Zumbi,...