Conecte-se Conosco

Olá, o que procuras?

Notícias

Peça de teatro retrata sonhos vividos durante a ascensão do nazismo


O sono da razão produz monstros, de Theo Fellows, retrata sonhos de pessoas comuns que viveram em diversas ditaduras do século XX e será encenada no Teatro da Instalação, com entrada franca

Baseada no livro “Sonhos no Terceiro Reich”, da jornalista alemã Charlotte Beradt, além de diversos outros relatos reunidos por meio de extensa pesquisa, a peça “O sono da razão produz monstros” retrata sonhos vividos em meio a diversos regimes ditatoriais ao redor do mundo.

“A Charlotte passou anos entrevistando pessoas e perguntando, logo após a ascensão de Hitler ao poder, com o que elas sonhavam à noite. Embora a maioria das pessoas alegasse não ter nenhum interesse por política, os relatos recolhidos por Beradt mostram o quanto a situação política da época influenciava diretamente no conteúdo dos sonhos das pessoas. Hoje, ouvimos muitos relatos de pessoas que também têm pesadelos que se associam com temas atuais, sejam eles a pandemia ou a política. Queremos mostrar, com esta peça, como os sonhos revelam uma realidade que muitas vezes nos escapa durante o dia a dia”, explica Theo Fellows, que traduziu e adaptou o texto para os palcos.

Para guiar o público nesta viagem no universo dos sonhos (ou pesadelos), o elenco da peça contará com os cantores líricos Rodrigo Baroque e Isabelle Sabrié, que pela primeira vez estarão apenas atuando. Isabelle, consagrada por uma longa carreira como soprano, explica este desafio:

“A peça, na verdade, tem muito mais texto, em uma ária de ópera as frases se repetem. Para mim é mais fácil, mas eu adorei, porque dá para expressar as diferentes personagens, pois cada um tem um sonho diferente. É um desafio, já que é a primeira vez que estou sendo só atriz, em outras peças eu sempre acabava cantando algo e estou adorando este desafio”, explica Sabrié.

Realizando seu primeiro trabalho em Manaus, a produtora Diotima Eventos e Produções Culturais pretende apresentar um espetáculo teatral da melhor qualidade. Para isso, trouxe para trabalhar na peça, o conceituado diretor de teatro, Guilherme Delgado, radicado em Madrid, na Espanha, e que veio para Manaus somente para dirigi-la.

“Estou muito satisfeito de vir para Manaus para fazer este projeto. A Lei Aldir Blanc está efetivamente permitindo produções culturais no País inteiro e isso está sendo muito frutífero. Apesar dos problemas da pandemia, é muito bom poder ver e participar de diversos trabalhos artísticos neste momento de retomada das atividades. Estamos cientes da dificuldade de fazer trabalhos fora do eixo Rio-São Paulo, por isso esperamos que os governos estaduais e federais comecem a aumentar o número de recursos, de forma que possamos ter mais projetos e que as pessoas daqui também possam fazer projetos fora”, comenta Delgado.

Embora os protagonistas, apesar de serem cantores líricos renomados, não cantem na peça, a música entrará em cena por meio da violista Isabela Ticiana e do oboísta venezuelano Adonay Varela. Ambos executarão peças de compositores como Paul Hindemith e Benjamin Britten durante a peça. Para Isabela Ticiana, que também é a diretora musical do espetáculo, a música assume a função de contribuir para a construção da atmosfera dos sonhos a serem narrados.

“A parte musical é voltada principalmente para a época dos sonhos narrados, ou seja, priorizamos compositores dos anos 30 e 40. A ideia é que a música entre nos intervalos entre os quadros e crie um diálogo com o texto. Queremos, mais do que tudo, que a peça seja uma peça-concerto”, conta Ticiana.

Contemplada pelos editais Feliciano Lana e Encontro das Artes, ambos promovidos pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Amazonas com recursos da Lei Federal Aldir Blanc, a peça “O sono da razão produz monstros”, de Theo Fellows, entrará em temporada no próximo dia 19 de novembro, de sexta a domingo, às 19h, no Teatro da Instalação com entrada franca e classificação etária de 18 anos.

O que é: peça teatral adulta “O sono da razão produz monstros”
Onde: Teatro da Instalação, localizado na Rua Instalação com Frei José dos Inocentes, s/n, Centro Histórico de Manaus.
Apresentações: 19 a 21 e 26 a 28 de novembro às 19h
Quanto: entrada franca

Lembrando que, desde agosto, todos os eventos do Estado do Amazonas há a obrigatoriedade de apresentação da carteira de vacinação ou certificado com pelo menos a primeira dose da imunização contra a Covid-19, no momento de acessar o Teatro da Instalação, conforme estabelecido no decreto nº 44.442/2021.

Fotos: Theo Fellows
Assessoria de imprensa: Di Castro Comunicação e Eventos
Milena di Castro (92) 98113-7191 / 98437-6322
[email protected]

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Advertisement

Você pode gostar!

ESPECIAL PUBLICITÁRIO

Por: Secretaria Municipal de Comunicação conteúdo de responsabilidade do anunciante Manaus completa no dia 19 de novembro 10 meses da campanha de vacinação contra...

Esporte

O botafogo sagrou-se campeão da Série B do Campeonato Brasileiro 2021, neste domingo, 21, ao vencer o Brasil de Pelotas por 1 a 0....

Coari

O domingo chuvoso não afastou os candidatos da Coligação Ficha Limpa para Coari da programação de campanha, que contou com a presença do governador...

Polícia

O cabelereiro Dayene João de Araújo Barbosa, 38 anos, foi morto a tiros na noite deste domingo (21), na Rua Santa Helena, bairro Zumbi,...