Conecte-se Conosco

Olá, o que procuras?

Educação

‘Tempo de Aprender’ vai auxiliar o processo de alfabetização na rede municipal de ensino

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), participou virtualmente, nesta quarta-feira, 11/8, do lançamento do programa ‘Tempo de Aprender’, que faz parte da Política Nacional de Alfabetização (PNA), do governo federal. O objetivo é melhorar a qualidade da alfabetização em todas as escolas públicas do país e combater o analfabetismo em todo o território brasileiro.

O programa propõe ações estruturadas em quatro eixos: I- formação continuada de profissionais da alfabetização; II- apoio pedagógico e gerencial para a alfabetização; III- aprimoramento das avaliações da alfabetização; e IV- valorização dos profissionais da alfabetização.

A partir disso, realizam-se ações, que atuam no sentido de aprimorar a formação pedagógica e gerencial de docentes e gestores, com a disponibilização de materiais e recursos baseados em evidências científicas para alunos, professores e gestores educacionais. Além de aprimorar o acompanhamento da aprendizagem dos alunos, por meio de atenção individualizada e valorizar os professores e gestores da alfabetização.

Conforme o secretário municipal de Educação, Pauderney Avelino, a alfabetização é uma das principais preocupações da gestão do prefeito David Almeida, e o programa ‘Tempo de Aprender’ será mais uma ferramenta que irá facilitar o processo.

“Eu entendo que o Brasil inteiro sofre com a questão da alfabetização, portanto, é fundamental que nós tenhamos mais programas como este. É importante que o Ministério da Educação possa assumir, por meio de sondagens nas redes municipais, para que nós possamos ter mais clareza possível dessas situações”, disse Pauderney.

O subsecretário de Gestão Educacional, Carlos Guedelha, também destacou a importância do programa para os estudantes da rede municipal de ensino.

“A adesão ao programa ‘Tempo de Aprender’ servirá como uma alternativa estratégica para garantir o direito à alfabetização, afinal de contas, nós como escola precisamos cumprir o papel de formar cidadãos. Queremos vencer, da forma mais rápida possível, esse problema que atinge tantas crianças”, disse Guedelha.

A coordenadora local do Tempo de Aprender, Maria Arlene Guimarães Rosas, destacou que o programa tem um impacto muito grande na vida de todos os alunos da rede municipal.

“O governo federal leva esses programas para dentro das escolas, justamente pensando em reverter os problemas, garantindo assim um resultado melhor na alfabetização. Se todos estiverem engajados e avançarem para conquistar um resultado melhor, nós conseguiremos sem sombra de dúvida, diminuir a incidência tão alta desse problema de ensino”, comentou.

Aplicabilidade

O programa atenderá uma estimativa de 51.310 alunos dos 1º e 2º anos do ensino fundamental e o 2º período da educação infantil, matriculados nas 326 unidades escolares; 47.634 crianças matriculadas nos 108 Centros Municipais de Educação Infantil (Cemeis), contemplando aproximadamente 3.230 professores da educação infantil e da alfabetização com formação continuada, para assegurar um ensino de qualidade para os estudantes participantes do programa.

As unidades escolares participantes do programa Tempo de Aprender poderão receber recursos para atuação de assistentes de alfabetização e de cobertura de outras despesas de custeio. Essa atualização se deu por meio da Resolução nº 6/2021, que dispõe sobre a implementação das medidas necessárias à operacionalização das ações de fornecimento de recursos no âmbito do programa.

Cabe ainda alguns cursos de formação continuada para os professores, gestores educacionais e materiais pedagógicos como: obras didáticas destinadas aos estudantes, professores e gestores da educação infantil; obras pedagógicas para alfabetização baseada em evidências; aplicativo do Graphogame; e o programa ‘Conta e Canta Para Mim’. É importante garantir o apoio adicional ao ressarcimento de despesas do assistente de alfabetização e para assegurar a aquisição de materiais pedagógicos utilizados em sala de aula.

Texto – Ricardo Ramos / Semed

Fotos – Alex Pazuello / Semed

Disponíveis em – https://bit.ly/3yHneAh

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Advertisement

Você pode gostar!

Notícias

Um vídeo que circula pelas redes sociais, mostra o momento em um suposto assaltante é espancado dentro de uma canoa e logo após é...

Notícias

Manaus/AM – Um detento do regime semiaberto, suspeito de assalto, foi linchado na noite desta segunda-feira (11), na rua São Nicolau do bairro Colônia...

Celebridades

Isabela Brito Guerra foi acusada de se aproveitar da amizade que tinha com o casal para aplicar golpe.

Brasil

Dados são da Pesquisa Industrial Mensal divulgada pelo IBGE Apresentando sinais de recuperação de impactos da pandemia de Covid-19 na economia, o Amazonas se...