Conecte-se Conosco

Olá, o que procuras?

Política

Zé Ricardo destaca “Setembro Amarelo” e cobra políticas de prevenção ao suicídio, com psicólogos nas escolas

Manaus, 16 de setembro de 2021.

Em discurso no plenário da Câmara Federal dessa quarta-feira (15), o deputado Zé Ricardo (PT/AM) destacou a Campanha “Setembro Amarelo”, no mês de combate ao suicídio. Uma importante ação como muitas que, segundo ele, não são levadas a sério pelos Governos Federal, Estadual ou pela Prefeitura. Por isso, cobrou políticas públicas efetivas, com campanhas de prevenção permanentes para evitar milhares mortes no Brasil e no Amazonas, além de mais investimentos nas escolas, com a contratação de psicólogos.

O suicídio continua sendo uma das principais causas de morte em todo o mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), em publicação deste ano. Em 2019, mais de 700 mil pessoas tiraram suas próprias vidas. E destaca que essas mortes são maiores até do que por HIV, malária ou câncer de mama ou até por guerras e homicídios. No Brasil, entre 2014 e 2019, o número de suicídios aumentou em 28%, passando de 9,7 mil para 12,4 mil. Já no Amazonas, de acordo com a Secretaria de Segurança Púbica (SSP), 124 pessoas se suicidaram em 2019, e somente no primeiro semestre de 2020, o número já passava de 60. E em Manaus, no ano de 2020, foram registradas 119 mortes por essa causa, com um aumento de 13,3% em relação ao ano de 2019, com 105 mortes. E, de janeiro a abril deste ano, 46 casos registrados.

“Ao todo, o Amazonas contabilizou 349 casos de suicídio nos últimos três anos (de 2019 a 2021), somando ainda às 79 mortes no interior. E a maioria das mortes era de homens jovens. É preciso ações efetivas urgentes do poder público, federal, estadual e municipal, começando pelas escolas, com a contratação de psicólogos e até de assistentes sociais, para tratar essa situação como caso de saúde pública”, declarou Zé Ricardo, que é autor de propostas na Câmara Federal para garantir mais psicólogos nas escolas, como ainda apoiou Emenda à Constituição do Amazonas, de autoria do deputado Luiz Castro, para garantir psicólogos e assistentes sociais nas escolas do Estado.

Ele ainda lembrou que, em pleno Setembro Amarelo, aconteceram ameaças de violência e suicídio em escolas no Amazonas. Estudantes que teriam sofrido bullying e que avisaram nas redes sociais que iriam tirar suas vidas e de outros também. “É uma questão não somente de polícia, mas de saúde pública. Estudos apontam que em mais de 90% dos pacientes que se suicidaram havia uma doença mental relacionada e que, na grande maioria dos casos, o diagnóstico associado era de depressão. Enquanto isso, vemos o Governo Federal cortando recursos na saúde, principalmente, da saúde mental. Temos que começar na escola a enfrentar esses problemas que afetam os jovens e evitar tantas mortes por suicídio”.

Assessoria de Comunicação do deputado José Ricardo (PT/AM)

Cristiane Silveira
(92) 99352-6586
[email protected]

Jane Coelho Azevedo
(92) 98821-2885
[email protected]

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Advertisement

Você pode gostar!

Manacapuru

O corpo de uma mulher que não teve a identidade revelada, foi encontrado com marcas de tortura na tarde deste domingo (17), no bairro...

Celebridades

Isabela Brito Guerra foi acusada de se aproveitar da amizade que tinha com o casal para aplicar golpe.

Polícia

Uma mulher suspeita de cometer assaltos na cidade de Manaus, foi pega pela população na zona Sul da cidade, quando se tentava praticar mais...

Notícias

Manaus/AM – Um homem identificado como Jean Vieira, 29 anos, morreu na tarde desta terça-feira (12), durante um assalto na rua 22, do bairro...