Conecte-se Conosco

Olá, o que procuras?

Destaque

Lava do vulcão em La Palma se aproxima do oceano; área costeira é bloqueada

Autoridades determinaram que moradores da costa leste da ilha fiquem em casa, com as portas e janelas fechadas, para se protegerem de explosões e nuvens de gases tóxicos

Moradores da costa leste da ilha espanhola de La Palma foram obrigados a permanecer em seus imóveis nesta segunda-feira (27), enquanto a lava fluindo do vulcão Cumbre Vieja se aproxima do mar.

A lava de 1.250 °C pode tocar o Oceano Atlântico nas próximas horas, provavelmente causando explosões e lançando nuvens de gases tóxicos sobre a ilha, alertaram os serviços de emergência das Ilhas Canárias na manhã desta segunda.

“Dada a possibilidade de a lava chegar ao mar nas próximas horas na zona costeira de Tazacorte, e em antecipação a possíveis emissões de gases nocivos à saúde, o comitê de emergências vulcânicas das Canárias ordena o bloqueio de San Borondon, Marina Alta, Marina Baja e La Condesa”, tuitou o órgão.

“A população deve seguir as instruções das autoridades e permanecer em casa, com as portas e janelas fechadas, até que a situação possa ser avaliada pela manhã [de terça-feira]”, acrescentou o comitê.

Nas primeiras horas desta segunda-feira, a lava passou pela cidade de Todoque, no sudoeste da ilha, esvaziada há poucos dias e que fica a apenas 1,6 km da costa de La Palma, de acordo com os serviços de emergência.

As autoridades também pediram aos residentes em um raio de 5 quilômetros do vulcão que tomem mais precauções devido à possibilidade de novas erupções que podem causar o estilhaçamento de vidros.

A principal companhia aérea das Ilhas Canárias, a Binter Canarias, confirmou nesta segunda-feira (27) que continuará com os voos suspensos no aeroporto de La Palma enquanto acompanha a situação.

O resto do tráfego aéreo no aeroporto também foi cancelado pela manhã, de acordo com a operadora do aeroporto da Espanha, Aena.

Esta segunda é o nono dia consecutivo de erupções do vulcão, que até agora forçou a retirada de quase 6.000 pessoas, destruiu centenas de casas e devastou as plantações de banana – parte crucial da economia da ilha.

Imagens de drones da agência Reuters mostraram um rio rápido de lava incandescente descendo as encostas da cratera, passando perto de casas, e trechos de terra e edifícios engolfados por uma massa negra de lava mais velha e lenta.

O fluxo de lava engolfou mais de 230 hectares, disse o serviço de monitoramento por satélite da União Europeia, Copernicus, destruindo centenas de casas, bem como estradas, escolas e igrejas, e forçando milhares a deixarem suas casas.

Nenhuma morte ou ferimento grave foi relatado desde a erupção do vulcão, mas cerca de 15% da safra de banana da ilha pode estar em risco, ameaçando milhares de empregos.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Advertisement

Você pode gostar!

Notícias

A Polícia Civil informou nesta quarta-feira (1°) que apura uma suspeita de estupro dentro de um camarote do rodeio de Jaguariúna (SP). A vítima,...

ESPECIAL PUBLICITÁRIO

Por: Secretaria Municipal de Comunicação conteúdo de responsabilidade do anunciante O Em todo o mundo, 79,3 milhões de pessoas foram infectadas com o HIV...

Brasil

Avô da criança relata que mulher de 25 anos vinha tendo surtos psicóticos; criança foi encontrada no mar.

Notícias

A Distribuidora Atem participou de duas ações ambientais, que recolheram lixo despejado na praia Dourada e na orla em torno da base de operações...