Conecte-se Conosco

Olá, o que procuras?

Destaque

Influencer Kamila Simioni é detida suspeita de agredir ex-funcionária em loja no Centro de BH

A vendedora Aline Gracielle de Sousa, de 37 anos, diz que sofreu agressões da blogueira e empresária Kamila Simioni, de 35 anos, após pedir demissão da loja onde ela trabalhava. Simioni foi encaminhada para delegacia, onde foi ouvida e liberada.

A influenciadora digital e empresária Kamila Simioni, de 35 anos, com mais de 300 mil seguidores nas redes sociais, foi detida na noite desta terça-feira (28), no Centro de Belo Horizonte, após uma denúncia de agressão feita por uma ex-funcionária.

a vítima, Aline Gracielle de Sousa, de 37 anos, disse que a confusão começou quando ela pediu demissão da loja de Kamila. A vendedora trabalhou no estabelecimento durante 20 dias.

“Quis sair da loja porque não concordava com certas coisas que aconteciam ali dentro. Mandei mensagem para a Kamila comunicando minha vontade de sair. Quando cheguei na loja, uma amiga dela me recebeu e disse quanto eu ia receber, mas estava faltando R$ 210 de comissão. Quando questionei, a Kamila já começou a me agredir”, disse Aline.

A vendedora disse que Kamila a agrediu com socos, arranhões, chutes e puxões de cabelo. Veja nas fotos mais abaixo.

“Ela começou a me xingar de palavrões, me chutou, me arranhou, eu bati a cabeça na parede, puxou meu cabelo, eu não entendi nada, ela me chutou, me chamou de tudo quanto é nome, e ainda disse que eu não sabia onde eu tinha me metido. Eu fiquei com medo dela me matar e sumir com meu corpo”, contou.

Aline ainda disse que saiu da loja, localizada no 5º andar de um prédio no Centro de BH, pedindo socorro. Guardas municipais que estavam na rua tentaram ajudá-la.

“Saí correndo, e ela atrás. Os guardas desconfiaram da atitude dela e perguntaram o que estava acontecendo, uma mulher dentro de um carro me disse que conhecia Kamila e que era para eu tomar cuidado”, disse.

A Polícia Militar foi acionada e as duas mulheres foram encaminhadas para Ceflan 2, no bairro Santa Tereza, na Região Leste da capital.

“Eu continuo sem receber nada, nenhum real, era para eu receber pouco mais de R$ 1 mil, mas até agora nada. Estou sob efeitos de remédios para me acalmar, quero Justiça! Muita gente tem medo porque a patroa é rica, de alta classe, mas quero receber e acredito na justiça divina”, falou Aline.

Influencer é ouvida e liberada

A Polícia Civil informou que lavrou Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). A influencer foi ouvida e liberada.

Em uma publicação nas redes sociais, a blogueira repercutiu a confusão.

“Tenta de novo, tá, meu amor? Continue tentando. Todo dia sai um bobo de casa, e esse bobo não sou eu. (..) Falar, até papagaio fala, provar é difícil. Enquanto você tiver dinheiro, sempre terão aqueles urubus, que não gostam de trabalhar, querendo tomar o que você conquistou. Mas, nunca conseguirão. Vai trabalhar, mulher! Vai trabalhar que Deus vai te abençoar….”

Fonte: G1

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Advertisement

Você pode gostar!

ESPECIAL PUBLICITÁRIO

Por: Secretaria Municipal de Comunicação conteúdo de responsabilidade do anunciante O Em todo o mundo, 79,3 milhões de pessoas foram infectadas com o HIV...

Notícias

A Polícia Civil informou nesta quarta-feira (1°) que apura uma suspeita de estupro dentro de um camarote do rodeio de Jaguariúna (SP). A vítima,...

Notícias

No domingo (5), um vídeo viralizou nas redes sociais onde duas ajudantes do papai Noel e uma outra mulher envolvem em uma briga. Mesmo...

Polícia

Neste domingo (5), um homem identificado como Gênesis Nascimento da Costa, 40 anos, foi executado a tiros em um posto de combustível localizado na...