Conecte-se Conosco

Olá, o que procuras?

Brasil

Governo notifica 627 mil pessoas a devolver auxílio emergencial; saiba como o aviso vai chegar

Confira também como devolver os valores; Ministério da Cidadania já havia feito cobrança parecida em agosto.

O Ministério da Cidadania vai notificar até esta terça-feira, 5, um total de 627 mil pessoas a devolver de forma voluntária os valores que receberam como auxílio emergencial. As notificações estão sendo enviadas por mensagens SMS desde a segunda, 4, dos números 28041 ou 28042 – a pasta alerta que mensagens vindas de quaisquer outros números com esse teor devem ser desconsideradas. Segundo o Ministério, as mensagens são para trabalhadores que receberam o auxílio de forma indevida por não se enquadrarem nos critérios ou porque, ao declarar o Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), já geraram documento de arrecadação de receitas federais (DARF) para restituição de parcelas do auxílio, mas ainda não efetuaram o pagamento.

Não é a primeira vez que o governo toma essa atitude: já havia feito notificações semelhantes em agosto, que geraram R$ 40,6 milhões em devoluções até o dia 21 de setembro. As restituições foram feitas por meio do pagamento de DARF em aberto e pela geração e pagamento de guias de recolhimento da União (GRU). Quem recebeu a mensagem de texto relativa aos DARFs em aberto deverão efetuar o pagamento ou acessar o endereço eletrônico gov.br/dirpf21ae para denunciar fraude, se for o caso, ou informar divergência de valores. Quem não tem DARF em aberto, mas tem valores a devolver, precisa acessar o site gov.br/devolucaoae e inserir o CPF do beneficiário. Depois de preenchidas as informações, será emitida uma GRU, e o cidadão poderá fazer o pagamento nos canais de atendimento do Banco do Brasil ou em outros bancos, caso selecione essa opção ao solicitar a emissão da GRU no sistema. Para denunciar fraudes, o cidadão pode acessar a plataforma fala.br, da Controladoria-Geral da União. Além disso, o Portal da Transparência traz a relação pública de quem recebeu o auxílio emergencial. A ferramenta permite a pesquisa por estado, município e mês, ou por nome e CPF.

Entre os que não atendem aos critérios para receber o auxílio emergencial, estão pessoas que já estavam inscritas em um segundo benefício assistencial do governo federal, como aposentadoria, seguro desemprego ou Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda. Também estão incluídas as pessoas que possuíam vínculo empregatício na data do requerimento do auxílio e os identificados com renda incompatível, entre outros casos. “Este será o segundo lote de mensagens no ano de 2021. O objetivo é reforçar as orientações divulgadas por meio das mensagens encaminhadas em agosto”, explicou Ronaldo Navarro, secretário de Avaliação e Gestão da Informação (SAGI) do Ministério da Cidadania.

Fonte: JP Notícias

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Advertisement

Você pode gostar!

Manacapuru

O corpo de uma mulher que não teve a identidade revelada, foi encontrado com marcas de tortura na tarde deste domingo (17), no bairro...

Polícia

Uma mulher suspeita de cometer assaltos na cidade de Manaus, foi pega pela população na zona Sul da cidade, quando se tentava praticar mais...

Notícias

Manaus/AM- Brena Rayssa Pinheiro de Macedo, 28, foi vítima de um homem que ainda não foi identificado, na noite deste domingo (17), no bairro...

ESPECIAL PUBLICITÁRIO

Por: Secretaria Municipal de Comunicação conteúdo de responsabilidade do anunciante Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que em todo o...