Conecte-se Conosco

Olá, o que procuras?

Economia

Petrobras eleva preço da gasolina e do gás de cozinha em mais de 7%

Reajuste passará a valer a partir deste sábado (9/10), conforme anunciou a companhia, em nota à imprensa.

A Petrobras informou, nesta sexta-feira (8/10), que vai elevar, novamente, os preços da gasolina e do gás liquefeito de petróleo (GLP), também conhecido como gás de cozinha, vendidos às refinarias. Respectivamente, os combustíveis terão os custos elevados em 7,22% e 7,19%.

“Desta forma, a partir de sábado (9/10), o preço médio de venda do GLP, da Petrobras para as distribuidoras, passará de R$ 3,60 para R$ 3,86 por quilo, equivalente a R$ 50,15 por 13kg, refletindo em reajuste médio de R$ 0,26 por quilo”, informou a Petrobras, em nota.

Para a gasolina, o preço médio de venda, da Petrobras para as distribuidoras, passará de R$ 2,78 para R$ 2,98 por litro, o que corresponde a reajuste médio de R$ 0,20 por litro.

De acordo com a companhia, o reajuste nos preços do GLP às distribuidoras ocorre após 95 dias de estabilidade. Já o valor da gasolina apresentava-se estável há 58 dias.

No acumulado do ano, a alta no preço do litro da gasolina na refinaria chega a 62%. No gás, o aumento alcança 48%.

Câmara discute proposta para reduzir preços

Em busca de protagonizar o esforço para reduzir o custo dos combustíveis, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), negocia com partidos da base e da oposição um acordo para que o ICMS (imposto estadual/distrital) incida sobre o preço médio desses insumos nos últimos dois anos – e não dos últimos 15 dias, como ocorre atualmente.

A falta de consenso e a oposição de peso dos governadores – que não querem lidar com a redução de arrecadação que a proposta traria – estão impedindo que Lira consiga levar a proposta ao plenário da Câmara.

A ideia era votar o projeto já na última terça (5/10). Dúvidas e questionamentos, formulados até pela equipe econômica do governo federal, convenceram o parlamentar a debater o texto por mais uma semana e tentar levar a matéria ao plenário na próxima quarta-feira (13/10).

Essa tentativa de baratear o combustível já tem até porcentagem nas contas do presidente da Câmara: “Um preço de gasolina, a princípio, 8% mais barato; do álcool 7% mais barato e do óleo diesel 3,7% mais barato”.

Fonte: Metrópoles

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Advertisement

Você pode gostar!

Manacapuru

O corpo de uma mulher que não teve a identidade revelada, foi encontrado com marcas de tortura na tarde deste domingo (17), no bairro...

Polícia

Uma mulher suspeita de cometer assaltos na cidade de Manaus, foi pega pela população na zona Sul da cidade, quando se tentava praticar mais...

Notícias

Manaus/AM- Brena Rayssa Pinheiro de Macedo, 28, foi vítima de um homem que ainda não foi identificado, na noite deste domingo (17), no bairro...

ESPECIAL PUBLICITÁRIO

Por: Secretaria Municipal de Comunicação conteúdo de responsabilidade do anunciante Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que em todo o...