Conecte-se Conosco

Olá, o que procuras?

Notícias

Prefeitura bate marca de mais de 1 milhão de metros quadrados em alvarás de construção licenciados

Com um aumento de 130% em relação ao ano de 2020, a Prefeitura de Manaus, de janeiro a setembro de 2021, bateu a marca de mais de 1,1 milhão de metros quadrados de área licenciada com alvará de construção na capital. O acumulado no período soma 1.139.203,32 metros quadrados, quando no ano anterior foram 495.203,88 metros quadrados em alvarás expedidos pelo Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb).

Somente em setembro foram licenciados 203.216,79 metros quadrados, contra apenas 55.055,21 metros quadrados de 2020, o que representa um aumento recorde de 269%, a segunda melhor marca do ano. Conforme os registros do Implurb, em abril, a variação na metragem quadrada de área licenciada foi de 131%; em maio de 173%; junho teve 246% de alta; julho foi a maior de 2021, com 516%; e 125% em agosto, o que representa mais obras, mais serviços e mais projetos em execução, todos regularizados pelo município.

“O prefeito David Almeida tem nos dado como diretriz de trabalho buscar transformar Manaus em uma cidade global e uma das melhores do Brasil para se investir, no ranking das dez cidades. As diretrizes passam pelo licenciamento de projetos, tanto na área urbanística quanto tributária e ambiental. O Implurb está buscando, junto com os órgãos licenciadores, alcançar a meta definida pelo prefeito, em trabalho com o Conselho Municipal de Gestão Estratégica (CMGE)”, afirmou o diretor-presidente do Implurb, engenheiro Carlos Valente.

No acumulado de 2021, o instituto já expediu 867 alvarás de construção, uma variação de 119% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram emitidos 396 documentos. A autarquia expediu 135 alvarás de construção em setembro, uma alta de 150%, comparando com os 55 de 2020.

Os números locais seguem a tendência nacional de impulsão da indústria da construção civil. Mesmo com pandemia e desafios impostos por escassez e aumento nos custos dos materiais, a expectativa da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) para o Produto Interno Bruto (PIB) do setor em 2021 subiu de 2,5% para 4%, o que seria seu maior crescimento desde 2013.

“Estamos reduzindo nossos prazos de licenciamento, aumentando nossa eficiência em relação ao tema e, no próximo ano, teremos grandes novidades para acelerar ainda mais, incentivando licenciamento e obras”, explicou Valente.

Aprovações

De acordo com a diretora de Operações (Diop) da autarquia, arquiteta e urbanista Jeane Mota, os projetos aprovados e licenças expedidas têm o objetivo de financiamentos bancários. Para ela, apesar da falta de insumos e da alta do valor do metro quadrado construído, a tendência é de crescimento ainda maior nos próximos meses em razão do cenário nacional e do clima favorável à construção civil na capital amazonense. “O verão amazônico é favorável à indústria, que deve apresentar um semestre ainda mais otimista”, afirmou.

— — —

Texto – Claudia do Valle / Implurb

Fotos – Marinho Ramos / Semcom

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Advertisement

Você pode gostar!

ESPECIAL PUBLICITÁRIO

Por: Secretaria Municipal de Comunicação conteúdo de responsabilidade do anunciante Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que em todo o...

Polícia

Manaus/AM – A Polícia Federal deflagra na manhã desta quarta-feira (20), a Operação Vikare, que tem como alvo uma organização criminosa ligada ao tráfico...

Polícia

De acordo com a titular da Depca, na época do fato, o infrator fazia condução escolar ao longo da rodovia federal BR-174.

Notícias

Iván Duque cumpre agenda oficial no Brasil e foi recebido por autoridades em Brasília.