Conecte-se Conosco

Olá, o que procuras?

Cultura

Caprichoso cria uma noite de Festival fora de época em noite de emoções e anúncios

A programação comandada pelo presidente Jender Lobato marcou o reinício das atividades para o Festival 2022, além de comemorar os 108 anos do Caprichoso

A festa que comemorou os 108 anos do Boi Caprichoso foi marcada por emoção, alegria, anúncios, apresentação do tema e um espetáculo de boi-bumbá que se igualou a uma noite de festival folclórico fora de época. Como forma de valorizar ainda mais os cantores azulados, estiveram na programação Cássio Gonçalves, Paula Gomes, Diego Brelaz, Geanilson Figueira, Paulinho Viana, Adriano Aguiar, Caetano Medeiros, Arlindo Neto e Jr Paulain.

O apresentador Edmundo Oran, o levantador de toadas Patrick Araújo e o amo Prince do Boi comandaram os parabéns com um coral de mais de 5 mil vozes que celebrou a história do boi negro de Parintins. O presidente Jender Lobato anunciou seu time de artistas e a integração ao quadro azulado dos consagrados Marialvo Brandão e Roberto Reis, que foram aplaudidos pela nação azul e branca. “Temos o melhor quadro de artistas do festival e ainda vem somar Marialvo Brandão e Roberto Reis. Imaginem a força do Caprichoso para o festival 2022. Aguardem um boi-bumbá Caprichoso dentro do padrão que o torcedor já conhece”, anunciou o presidente Jender Lobato.

A partir do Festival de 2022 o Caprichoso passa a contar com um time de itens substitutos que também foi apresentado durante a festa. O elenco tem Marcos Felipe como apresentador, Caetano Medeiros e Gean Figueira como levantadores de toadas, Edson Azevedo Jr como tripa, Adriano Aguiar será amo do boi, Giovana Cursino Sinhazinha da Fazenda, Denyse Moreira Rainha do Folclore, Thaisa Brasil Cunhã-poranga e Samuel Gomes será o pajé.

O presidente Jender Lobato e o vice Karu Carvalho anunciaram seus novos diretores. O professor e conselheiro de arte Diego Omar da Silveira será diretor do Centro de Documentação e Memória Caprichoso (CEDEM), o jornalista Roberto Sena assume a diretoria de mídias digitais, o arquiteto Augusto Rubens foi nomeado como diretor de infraestrutura e o ex-presidente Babá Tupinambá diretor de Logística.

O Boi Caprichoso criou uma nova data para brincar de boi-bumbá com a festa de aniversário do Caprichoso. Jender Lobato decretou que a festa de aniversário do Caprichoso será comemorada a partir de agora no último final de semana do mês de outubro. “A nação azul e branca nunca abandona o nosso boi. A minha alegria é sobrenatural, minha gratidão a nação azul e branca e o boi Caprichoso lança uma nova data no calendário bovino, todo o ano no último fim de semana de outubro vamos fazer o aniversário do boi Caprichoso. Ano que vem a gente volta com essa multidão, porque quem comanda é a multidão”, confirmou.

Cultura que renasce

O Boi Caprichoso, por meio do Conselho de Arte, preparou para o torcedor azulado o espetáculo “Cultura que Renasce” como sequência da apresentação feita em junho deste ano na arena do bumbódromo quando apresentou a live “Cultura que resiste”. A ideia era fazer um show pra homenagear a galera com toadas alegres, com uma energia que pudesse marcar esse recomeço. Foi a primeira festa no curral Zeca Xibelão da gestão do presidente Jender Lobato e do vice-presidente Karu Carvalho.

Também foi a primeira vez de Patrick Araújo como levantador de toadas oficial no curral Zeca Xibelão. “Estou muito feliz. Tenho me dedicado muito, vou buscar melhorar mais para que esteja sempre preparado para a disputa no bumbódromo”, comentou o cantor ao agradecer o carinho da nação azulada.

O apresentador Edmundo Oran iniciou apresentação com a toada Amazônia nas cores do Brasil, divindo o palco com Patrick Araujo e, em seguida, para os versos do Amo Prince do Boi. A cunhã poranga do Caprichoso, Marciele Albuquerque, foi a primeira a evoluir. Ovacionada pelo público, ela deu o sinal para o anúncio do tema que surpreendeu a nação azul e branca. Para o título de 2022, o Boi Caprichoso defenderá a temática: “Amazônia, nossa luta em poesia”. A marca do tema idealizada pelo conselho de arte é um trabalho dos grafiteiros Kemerson Freitas e Alziney Pimentel. Ela traz o cancioneiro caboclo híbrido de arara, que canta a grande floresta e, ao cantar, ele se torna a própria Amazônia. Em seu paneiro de poesia, o cancioneiro apresenta o Boi Caprichoso, numa estética tradicional, compondo o cenário com as aves, peixes e demais animais amazônicos. Na arte, estão representadas todas as culturas da região, conectadas em raízes e cipós. Todos esses elementos formam a nova bandeira de luta do boi negro de Parintins, uma luta em defesa da Amazônia.

O espetáculo musical e coreográfico seguiu com a multidão evoluindo junto com os Tuxauas do Boi Caprichoso. A rainha do folclore, Cleise Simas, a sinhazinha da Fazenda, Valentina Cid, a porta estandarte, Marcela Marialva, e o Pajé Erick Beltrão fizeram apresentações dignas de notas máximas na arena do bumbódromo.

A festa de aniversário do Boi Caprichoso reafirma a união proposta por Jender Lobato e Karu Carvalho que reúne ex-presidentes que já contribuíram e poderão fortalecer ainda mais para um boi forte, unido e vitorioso.

Fotos: Arleison Cruz e Pedro Coelho

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

Advertisement

Você pode gostar!

Autazes

Após a chegada de inúmeras dragas de garimpeiros no Rio Madeira, próximo a Comunidade Rosarinho, entre os municípios de Autazes e Nova Olinda do...

Brasil

A polícia informou ainda que oito armas pertencentes aos oito agentes envolvidos no caso foram enviadas à Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo...

Educação

Atividade acontece durante toda a semana e debate pautas ligadas à educação indígena.

Educação

Mais de 27 mil bolsas, para sete idiomas diferentes, são oferecidas nesta edição do programa. As inscrições para o programa Bolsa Idiomas, em Manaus,...